Preparativos para a Europa – planejamento de viagem

Depois de viajar dois anos consecutivos para o nordeste, resolvemos nos planejar e partir para nossa primeira aventura internacional…. e a primeira lição aprendida foi: planejar, planejar, planejar…. e além disso: economizar, economizar e economizar.

Começamos nosso planejamento em junho de 2007 para viajarmos em setembro de 2008.. ou seja, mais de um ano para podermos viajar com tudo nos trinques…. Quem mais nos ajudou nessa empreitada? For sure, Internet! Nem consigo imaginar como as pessoas viajavam antes do advento tecnológico.

Como para quem não sabe aonde vai, qualquer caminho serve, a primeira coisa a definir num plano de viagem é: para onde vamos?

Fase 1: para onde vamos?

A Europa tem 46 países…. aiaiai, como vamos decidir? O caminho que seguimos foi pensar os lugares que não abríamos mão como por exemplo, Paris e Londres. E partindo destes duas lugares o que poderíamos fazer.

Mapa em mãos, começamos a traçar nossa rota. Levando em conta que o transporte entre os países europeus é fácil e rápido, começamos a considerar a possibilidade de visitar a maior quantidade de países possível nos 23 dias que teríamos de férias.

Um fator importante que precisamos considerar foi: quais cidades têm voo direto para o Brasil? Para alguns, pode até parecer frescura este item, mas pra gente foi fator decisivo… E assim decidimos uma parte da viagem: ida Curitiba – Paris e volta Londres – Curitiba. Beleza! Estando este ponto fechado, vamos em frente.

Queríamos também visitar minha amigona Sabrina na Alemanha,  passar pela terra de meus ascendentes – Suiça e dar uma passadinha em Roma.

Verificamos a localização destes países no mapa, incluímos mais alguns que estavam na rota e pronto: roteiro fechado!

Roteiro final 7 países: França. Bélgica, Holanda, Alemanha, Suíça, Itália e Inglaterra.

Fase 2: quanto tempo para cada lugar?

Essa fase foi uma das mais trabalhosas….e mais uma vez as ferramentas da net que nos ajudaram.

Sabíamos que tinham lugares que precisavam de dias, outros de algumas horas… e depois de muitassssssssss pesquisas começamos a definir.

Já que iríamos chegar em Paris, esta foi a primeira cidade a ter os dias definidos. Por tudo que lemos, reservamos uma semana para a capital francesa. O motivo? Muitas atrações e lugares a serem visitados.

Bélgica: como incluimos este país apenas porque estava no caminho, descobrimos que a sua cidade mais charmosa era Brugges. Como trata-se de uma cidadezinha, reservamos apenas 1 dias para explorar a city.

Holanda: não tínhamos também aqueeeela vontade de conhecer Amsterdã. Apenas queríamos sentir o clima de uma das capitais mais liberais da Europa. 1 dia estava ok.

Alemanha: em terras alemãs, não teríamos gastos com hospedagem, pois minha amiga (Sabrina) mora em Bonn e o amigo do Loedi (Donald) mora em Sttugart. Sendo assim, reservamos 4 dias para a Alemanha.

Suíça: eu fazia questão de passar pela Suíça, mas também sabíamos que era bem caro…. 2 dias estavam ok.

Itália: pensávamos que para Roma precisaríamos de 3 dias…..

Inglaterra: contando com o tempo de voo, sobraram 4 dias para a terra da rainha.

Fase 3: como vamos?

Beleza, já sabíamos pra onde ir e quanto tempo ficar…. antes de descobrir onde ficar, precisávamos pesquisar os meios de transporte que usaríamos… mas essa parte foi fácil pois a oferta de trens na Europa é algo admirável,

Com exceção do trecho Roma-Londres (aéreo), fizemos todo o resto de trem, com o Eurail – um passe de trem que compramos aqui no Brasil mesmo ( com a Fernanda da Interlaken). Optamos pela opção ilimitada, que nos permitiu andar por onde queríamos com esse passe único. Caro? Sim!!! Porém a comodidade e tranquilidade que nos proporcionou, não tem preço. Super recomendo o Eurail pois é fácil e simples de usar.

Fase 4: onde se hospedar?

O que mais importava pra gente era a aventura e as experiências que viveríamos na viagem. Jamais pensamos em hotéis luxuosos pois sabíamos que o lugar onde menos passaríamos o tempo era no hotel.

Dessa forma, começamos a pesquisar formas alternativas de hospedagem na Europa, iniciando por hostels… porém, descobrimos na internet um site muito legal: o Homelidays. Este site oferece aluguel de pequenos apartamentos e kitinetes para curtas temporadas. As principais vantagens deste tipo de hospedagem são o preço e a opção de você poder cozinhar… hahaha.. você pode estar pensando.. Ir para Europa e ter que cozinhar?? Quando você descobrir o preço da comida em Euros…. com certeza mudará de ideia.

Sendo assim, achamos 2 apartamentos muito bacanas para ficar em Paris e em Roma. No mesmo site, achamos uma casa de família para se hospedar em Londres. Economizaríamos muito com estas opções.

Em Brugges, optamos por um Ibis ( que no geral, foi o lugar mais ” luxuoso” que ficamos) e na Suíça usamos a nossa cara de pau para aceitar a oferta de ficar na casa da irmã de um colega do Loedi… haha! Santa cara de pau!

Nos demais locais, conseguimos conciliar horários de trens para não termos que gastar com hospedagem.

Fase 5: do sonho à realidade… quanto vai custar?

Muito bem, a fase “fácil” estava pronta: a dos planos. Agora começava a parte de tirar tudo do papel e para isso a disciplina é fundamental. Para que tudo ocorresse de acordo com o script, cada um de nós teria que economizar 10 mil reais em um ano….e para isso, não há milagre!! -pelo menos pra quem não é rico, como o nosso caso 😦

E lá se foi um ano de economias….. passamos vontade? Nem me lembro… pois a vontade de viajar era tanta, que se tive algum desejo consumista reprimido nem me lembro…..

Fase 6: fatos

Aquilo que a gente aprende sobre planejamento na faculdade realmente funciona….rs. Elaboramos um cronograma e fomos realizando etapa por etapa. Num cenário geral foi:

– emissão de passaportes ( que não tínhamos ainda)

– compra do trecho CWB – Paris  e Londres – CWB – parte mais emocionante, pois a partir daqui já era!!!!! A viagem estava garantida.

– compra do eurail

– compra do Seguro Saúde – obrigatório para os países da Comunidade Européia.

– reservas e pré-pagamentos dos aptos e hotéis

– compra de euros em Visa Travel Money – VTM

Conseguimos seguir à risca nosso planejamento. Alguns meses antes de viajar já estávamos com tudo praticamente pago.

Assim, só esperamos a data chegar…. felizes e muito ansiosos…

E finalmente o grande dia chegou!

Nós no voo da TAM rumo à Paris

Anúncios

10 Comentários

Arquivado em Europa

10 Respostas para “Preparativos para a Europa – planejamento de viagem

  1. Reinaldo Junior

    Olá!
    Gosto muito do seu blog… me ajuda muito na viagens que faço.
    Estou planejando uma viagem à Europa com meu pai para Junho/Julho.
    Sinceramente, ando perdido pois não sei se vou de pacote ou por conta. Já viajei bastante por conta… mas o inglês nem sempre me salva. Será minha primeira vez na Europa, e estou muito inseguro.

    Qual foi, de fato, o seu roteiro nessa primeira viagem?
    Um abraço e parabéns pelo blog!

    • Obrigada, Reinaldo! Nessa minha primeira viagem fiz o seguinte roteiro nessa ordem:

      – Paris: 7 dias
      – Brugges: 1 dia
      – Amsterdã: 1 dia
      – Alemanha (Bonn, Colônia e Stuttgart): 3 dias
      – Suiça (Zurique e Lucerna): 2 dias
      – Roma: 4 dias
      – Londres: 4 dias

      Pensando que desses 7 países apenas 1 tem a língua nativa inglês, dá pra se virar com o basicão mesmo, mas se não se sente seguro o melhor acabaria sendo pacote. O que acho ruim nesse tipo de viagem são os preços, que acabam sendo muitas vezes o dobro do que você gastaria sozinho e ainda sem flexibilidade. Espero que vocês façam uma excelente viagem e aproveitem ao máximo os longos dias de junho e julho. Um abraço e bons planos!

      • Reinaldo Junior

        Obrigado pela resposta!
        Estou quase certo que farei as coisas por conta mas, se me permite, gostaria de uma ajuda com algumas dúvidas:

        Meu roteiro ficou:
        -Londres (4 noites)
        – Paris (4 noites)
        -Bélgica(2 noites)
        -Zurich (3 noites)
        -Veneza(2 noites)
        -Florença (4 noites)
        -Roma(4 noites)

        Minha dúvida é quanto a Suiça. Vi que Lucerna e Interlaken são lugares maravilhosos. Como é o transporte na cidade em si, por lá? Penso que não existe metrô, estou correto?
        Você ficou hospedada onde exatamente quando passou por lá?

        Outro ponto é a locomoção em Roma, que pelo que pesquisei não tem metrô. O ônibus não é a única alternativa fora o táxi?

        Por fim, para uma pessoa que fala somente inglês (particularmente bem), na sua opinião, foi o suficiente?

        Um abraço e obrigado pela ajuda!

      • Olá! Seu roteiro está bem bacana, só acho que 3 dias em Zurique é muito. O que daria para vc fazer, é um bate-volta à Lucerna (tem trens de hora em hora e a viagem é rápida).Em Lucerna dá pra fazer tudo a pé (já fiz um post sobre a cidade)
        Já Interlaken fica mais longe e incluir nesse roteiro mexerá com toda a cronologia. Fiquei hospedada na casa da irmã de um conhecido.
        Roma tem metrô sim, no post de lá tem o link.
        Fique tranquilo em relação ao inglês… por todos os 21 países que passei nunca tive problemas só falando essa língua. Conte com minha singela ajuda 🙂

  2. Juliana

    Ola. Parabens pelo blog!

    Eu decidi em fazer uma viagem para europa. Verao de 2013. Estou muito ansiosa pois faltam 16 meses! Como vou sozinha decidi fazer um contiki de 39 dias e vou solicitar mais 4 noites extras em londres! Pretendo levar 3.000,00 euros. E o pct ficou em
    U$$5.615,00 sem passagem aerea.Vou passar por londres, paris, barcelona, roma, veneza, florença, viena, munich, suiça, austria, atenas, mykonos … E assim vai… Qual a sua opniao? Vc acha que 3.000,00 euros seria o sulficiente tendo em vista que no pct inclui hotel, cafe da manha e jantar? Alguma dica em especifico? Obrigada mais uma vez e parabens pelo blog!

    • Olá Juliana! Parabéns pela sua decisão de começar a se planejar com antecedência, e fique tranquila pois o tempo passa rápido. Costumo dizer que uma hora essa data irá chegar e será maravilhoso. Quantos dias vc pretende ficar ao todo por lá? Não entendi sua pergunta sobre os 3 mil euros. Ë o quanto pretende levar? Me conte mais detalhes para que eu possa dar meus pitacos. Obrigada pelo comentário!

  3. Rita Zaniboni

    Acho que para quem curte pode até ser interessante, mas não gosto desse tipo de viagem “vaput vupt” em que vc passa por um lugar, tira uma foto no principal ponto turístico e diz para o mundo que foi! Eu viajo para Europa duas vezes por ano há 6 anos e ainda não conheci todos esses países! Na Itália, Portugal, Espanha, França, Inglaterra e Alemanha merecem no mínimo 10 dias p cada para considerar que conheceu cada um! Fica a dica: devagar e sempre.

  4. thailane

    Hola gostei muito do seu blog . estou planejando viajar pra Europa mas estou com dúvidas por conta linguagem ,não sem qual sai mas em conta se é o pacote ou ir por conta própria .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s