Ilhas Gregas – Milos

Já comentei nos posts anteriores a dificuldade que tivemos para escolher quais ilhas gregas visitaríamos. Quem muito nos ajudou foi o Marcelo – o guru da Grécia – na comunidade do orkut “Dicas Imperdíveis de Viagens” e “por causa” dele que decidimos ir a Milos. Segundo os comentários de muitos, era a mais linda ilha grega, com as praias de água mais azuis e assim por diante.

Como já seria a terceira ilha a ser visitada, eu pensava como que a água conseguiria ser mais azul que Rodes e Santorini? Até que se chega a hora da visita.

De Santorini a Milos a viagem durou 2 horas e chacoalhou demais…. passei muito mal na viagem, mesmo tendo o cuidado de não comer antes de viajar. Ainda bem que foi rápido. Chegamos no porto de Milos e lá estava o senhor do hotel Dionisis nos aguardando. O hotel fica bem pertinho do porto, é possível ir andando. A localização é excelente!O senhor era muito simpático e nos deu várias informações úteis sobre a ilha.

Após nos instalarmos no hotel, fomos atrás de um meio de transporte pois só teríamos um dia por ali e portanto, precisaríamos de agilidade nas locomoções. Nesse momento comecei a ficar preocupada….entramos em uma loja e nada, outra, nada; mais outra, nada. A ilha estava cheia e não havia mais nenhum quadriciclo disponível. Rodamos um monte e não encontramos. Com esse cenário, resolvemos procurar carro para alugar. Seria mais caro, mas não havia opção. Para nossa surpresa, também não conseguimos achar nenhum carro disponível para aluguel.

Uma outra opção que teríamos era um passeio de barco pelas principais praias de Milos. Era um pouco mais caro, porém nos permitiria visitar vários locais num dia só. Quando fomos falar com o barqueiro, mais uma decepção: o mar estaria agitado no próximo dia e os passeios estavam suspensos 😦 Argh!!!!!!!!!!!!!!

Já passava de 9 e 30 da noite e nós lá, em busca de um meio para se locomover. Podres de tanto andar, resolvemos nos conformar e voltar para o hotel. Não haveria outra opção: teríamos que andar de ônibus e pronto e acabou 😦

Ao deitar na cama desabei a chorar….Chorava pois minha maior expectativa era conhecer a praia de Tsigrado ( a mais falada pelo Marcelo) e lá o ônibus não chega. Chorava também por termos sido manés de não ter reservado antes. Chorava porque me lembrava das coisas ruins que tinham acontecido no Egito… enfim, chorava por tudo….entrei em desespero total. O Loedi tentava me acalmar, mas eu só conseguia pensar nas paisagens que deixaria de ver 😦

Trabalhar com treinamento foi o que me consolou nesta hora, rsrs…. comecei a pensar quantas vezes falo para os treinandos sobre resiliência, sobre como lidar com frustração e etc e me pus no meu lugar. Pensei: “Thaís, saiba lidar com frustração, menina! Você está na Grécia, olha a oportunidade que está tendo e vai ficar aí chorando, no papel de vítima?. Sai dessa!!!” E com esses pensamentos finalmente consegui dormir e me conformar com a situação.

No outro dia acordamos cedo e fomos tentar pela última vez achar um meio de transporte. E não é que achamos um carro para alugar por 50 euros? Ufaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa… tanto sofrimento pra nada: problema transporte resolvido!!!!! 🙂

Já que tínhamos carro, adivinha qual a primeira praia que queria ir? Tsigrado, é óbviooooo. E lá fomos nós, em busca de uma das praias mais lindas da Grécia na opinião de muitos internautas.

O caminho até Tsigrado é muito bem sinalizado e foi fácil achar a praia. Quando a avistamos de cima, pensamos: o Marcelo tinha razão!

Para se chegar à praia é necessário descer por um buraco no meio do paredão onde o único apoio é uma corda.

Com alguns arranhões nas pernas, consegui chegar à maravilhosa Tsigrado que, por ser cedinho ainda, era nossa e de mais um casal….

Ficamos totalmente sem palavras ao chegar lá, pois a praia é demais… o mar, além de transparente, é bem rasinho e com uma temperatura agradabilíssima… Não sabíamos se tirávamos fotos, se filmávamos.. ficamos bem perdidos com a exuberância do lugar. A realidade é que somente estar lá permite você descobrir o que é Tsigrado. Por mais que eu tivesse visto inúmeras fotos, nenhuma delas conseguiu descrever o que é o local. Ficamos por lá um tempo e a praia começou a encher.

Não estávamos incomodados com mais gente na praia e sim com a dificuldade que teríamos para sair dali pois o “buraco” entre as rochas era mão única 😦 . Como queríamos conhecer outras praias de Milos, resolvemos nos mexer.

Não parava de descer gente e o pessoal não era civilizado o suficiente para esperar a gente subir. Ficamos nós e mais um casal de alemães tentando descobrir como faríamos para conseguir subir. Não tinha outro jeito! Alguém tinha que se meter lá e subir, pois o bando que estava lá não tinha essa consciência. A cobaia fui eu :(. Mesmo com gente descendo, eu comecei a subir e o Loedi e o casal vieram atrás. Me ralei muito mais na subida pois além da dificuldade natural, ainda tinha que desviar dos mal-educados que estavam descendo sem nos respeitar. No final deu tudo certo, mas se tivéssemos contado com a cooperação dos demais, não teria me machucado. Porém, não foi nada que afetasse o meu bom humor que ainda estava intacto após a beleza paradisíaca de Tsigrado.

Nossa próxima parada era uma praia bem próxima dali: Firiplaka. O acesso era bem mais fácil e esta é uma praia mais família. O azul do mar também é impressionante. Paramos ali apenas para contemplar a paisagem e tirarmos algumas fotos.

Devido ao meu surto no dia anterior, tínhamos esquecido de carregar a máquina. sendo assim, como de qualquer forma teríamos que parar para almoçar, resolvemos voltar para o hotel e almoçar por lá (entenda-se como comer sanduíche) e enquanto isso a máquina carregava.

Com as baterias recarregadas – literalmente- seguimos rumo à Sarakiniko, que ficava do outro lado da ilha e também era uma das preferidas do pessoal do Orkut.

Chegar em Sarikiniko já é algo diferente. Você vê um monte de pedras brancas com as mais variadas formas e lá no fundo, o marzão azul grécia.

Uma paisagem totalmente diferente de Tsigrado e tão linda igual. O mar aberto ali é bem agitado, porém há uma entrada para a praia que formam piscinas naturais com água bem quentinha.

Além disso, escalando as pedras, você passa para o outro lado que é mais incrível ainda. Muitos relatos dizem que esta praia se assemelha com a superfície lunar.

O vento é bem intenso por ali. Em quase todas as fotos apareço totalmente descabelada, hihihi…. O vento é tão forte que quase derrubou o Loedi e nossa máquina fotográfica na água… kkkkkk.

Depois das belezas de Sarakiniko, seguimos para o outro lado da ilha: Apolonia. Depois de ter ido aos points, essa praia ficou bem sem graça….

Para terminar o dia, voltamos para o lado mais próximo do porto e esperamos o fim de tarde numa praia maravilhosa também, Paliohori…

Após aproveitarmos intensamente nosso único dia em Milos, fomos para o hotel, tomamos banho e fomos dar uma volta na cidade para comprarmos alguns souvenirs e para jantar. Adivinha o cardápio? Gyros de novo…. rsrrsrs

Milos com certeza foi nossa ilha grega favorita! Não tão famosa quanto Santorini, nem tão badalada como Mykonos, tem a essência da vida grega preservada. Um lugar único, indescritível e que deve ser incluído em qualquer roteiro pelas Ilhas Gregas. Chegar lá nem sempre é fácil, devido às poucas opções de horários, companhias e itinerários, mas com certeza vale muito a pena.

Pensando em ir à Grécia? Não deixe de ir à terra da famosa Vênus – Milos.

Obs: um site muito bom sobre a Grécia e suas ilhas é o Guia Grécia, do Dr Décio. Me ajudou muito a planejar essa viagem 🙂

Anúncios

31 Comentários

Arquivado em Europa, Grécia, Milos

31 Respostas para “Ilhas Gregas – Milos

  1. Carol

    Por causa das suas fotos, vou querer ir pra Milos agora! Bjs

    • Carol, com certeza não irá se arrepender! Milos é demais… depois me conta como foi! Beijinhos…

      • Regina Gondo

        Parabéns pela matéria sobre e Milos, adorei, estou com passagem marcada para Atenas, estarei lá entre os dias 21/08 a 04/09/2013 e estou com aquelas dúvidas básicas, Ilhas Jônicas ou Cíclades. Gostaria muito de conhecer Zakynthos e Milos, mas ambas em regiões diferentes, a vantagem das Ilhas Cíclades é poder ir á famosa Santorini, mas segundo alguns sites, as ilhas Jônicas possuem praias mais bonitas. Por favor, me ajude…. Um detalhe importante, a água do mar em agosto/setembro é fria??? Você sabe se as águas das ilhas Cíclades são mais quentes ou mais frias que as das Ilhas Jônicas? Um grande abraço.

      • Olá Regina! Entendo bem o dilema que está passando pois quando eu estava decidindo meu roteiro fiquei com muita dúvida também, A única coisa que tenho certeza é que não existe ilha grega feia, portanto estude as que são mais fáceis de se encaixar no seu roteiro e tenho certeza de que não irá se arrepender. A água do mar não é quente como no nordeste, mas faz tanto calor que acaba sendo gostosa. Você irá na época que fui, portanto prepare-se para dias lindíssimos de sol e calor. Não fui para as jônicas, mas creio que não deva variar muito a temperatura da água. Você irá amar a Grécia! Tenha uma excelente viagem. Grande abraço e volte aqui caso queira perguntar mais coisas 🙂

  2. marcelo antonio martins

    Muito obrigado a gentileza Thais, e muito gratificante verificar que minhas humildes dicas te proporcionou uma viagem tão maneira, mas você cometeu uma injustiça incomensurável , sou apenas um mero aprendiz das belezas da Grécia, o verdadeiro mestre das belezas Helênicas e meu amigo querido o grande doutor Décio.
    Não deixe de voltar para conferir o Kleftiko, vão ficar mais apaixonados pela minha amada Milos.
    Grande abraço e parabéns pelo casal pelas viagens iradas e o show de site, quando vierem ao Rio 40 graus não deixe de dar um toque,
    valeu!!!
    Marcelo Martins

    • Marcelo, de aprendiz você não tem nada! Percebi o quanto você é assíduo em Milos ao falar com o senhor do Dionisis e ele imediatamente lembrar do ” My friend, Marcelo!”, rsrsrs. Achei o máximo conhecer alguém que está tão famoso em terras gregas, rsrsrsrsr. Mais uma vez, muito obrigada!

  3. marcelo antonio martins

    te proporcionaram rsrsrs…

  4. Carol

    Thais, você tem o contato de onde vc alugou o carro em Milos? Lembra do preço? Obrigada mais uma vez

  5. Cibele Almeida

    Adorei as fotos e as viagens pela maravilhosa grécia! Na próxima não deixem de conhecer Karphatos e suas belas praias. Uma dica: o site do meu namorado Dr Décio de Brong Mattar: http://www.guiagrecia.com.br/

  6. Juliana

    Oi, eu tb estava querendo ir de Milos para Mykonos porém não acho nenhum ferrie que faça o trajeto. Como você foi de uma ilha para outra? Fico aguardando a resposta (jujualvimbio@gmail.com)

  7. Pingback: Como escolher ilhas gregas | Viciada em viajar

  8. Felipe Alvim

    Parabéns pelo blog Thaís !
    As fotos ficaram lindas e o blog está muito bem organizado.
    Eu sou um amante da Grécia, em junho de 2012 fui à Grécia e
    conheci Atenas, Olympia, Meteora, Delfos, Metsovo, Mycenas, Epidauros
    e as ilhas Jônicas, como Zakynthos, Lefkada, Corfu, Ithaca e Kefalônia.
    Pelas suas fotos, as praias de Milos são lindas, mas confesso que em
    Zakynthos fiquei enfeitiçado pela Navagio beach, é incrível e aconselho que você conheça.
    Bem, estou aqui para lhe pedir algumas dicas :
    – Estou um pouco preocupado, pois em junho de 2013 irei à Grécia
    novamente, irei à Santorini, Mykonos, Rhodes e Milos.
    – Minha preocupação está em Milos, pelo fato de ter que alugar um carro
    para conhecer as MARAVILHOSAS PRAIAS. As estradas são boas e bem
    sinalizadas ? Só com um mapa e as placas de sinalização eu consigo
    acessá-las ? Seria necessário um GPS ? Meu inglês é intermediário e ficarei hospedado em um Hotel em Adamas ( Hotel Santa Maria Village).
    As estradas até TSIGRADO, SARAKINIKO e FIRIPLAKA são tranquilas ?
    Eu pude verificar pelos seus relatos, que o problema de TSIGRADO não é
    a estrada e sim a corda que dá acesso à praia, rsrsrs…
    Em Adamas tem postos de gasolina ? Desculpe-me por tantas perguntas,
    mas quero chegar em Milos bem seguro, pois minha preocupação maior é
    conseguir chegar bem às praias.
    Muito obrigado, suas dicas serão valiosas para mim. Se precisar de alguma coisa aqui em Belo Horizonte, conte comigo.
    Grande abraço !

    Felipe Alvim

    • Olá Felipe! Você já conhece bastante da Grécia, hein? Milos é demais e você não precisa se preocupar quanto as estradas, que não são perfeitas, mas são boas e bem sinalizadas. Não usamos GPS, mas sim um mapinha dado no hotel e deu tudo certo. Tudo é muito fácil por lá e tem posto de gasolina sim. Vá tranquilo e sem preocupações para esta ilha que é mais um dos paraísos gregos. Boa viagem!

  9. Felipe Alvim

    Muito obrigado Thaís !
    Quando voltar dou notícias.
    Abraço.

  10. Priscila

    Oie Thaís!!
    Primeiramente parabéns pelas dicas sobre Milos.
    Irei visitar a Grécia em Maio ( Milos, Mykonos e Santorini), sei que a agua estará bem gelada, mas estando na Grécia isso deverá ser o de menos.
    Minha duvida é em relação ao aluguel de carro.
    Já estou verificando com o Miguel ( um grego que fala portugues e possui uma agencia de viagem em Atenas) o aluguel do carro, mas o que me preocupa é se preciso levar e apresentar a Carteira de Permissão Internacional para Dirigir ( PID)??
    Vocês precisam apresentar a PID?
    Muito Obrigada!!
    Beijos

  11. Ana

    Tais, seu blog é realmente inspirador. Estou chegando na grécia dia 9 de setembro…vc acha que o tempo pode estar ruim? o período que você foi é o mesmo? tenho medo de pegar chuva…
    Quanto Tsigrado, que praia linda!! se a praia estiver vazia, será que não é perigoso descer?
    Desculpa tantaaaas perguntas!
    Bjs

    • Oi, Ana! Fui no final de agosto e peguei dias maravilhosos. Creio que setembro mantenha esse padrão. Quando desci em Tsigrado só tinha nós e mais um casal e tivemos dificuldade para subir porque ninguém deixava. Mas creio que com a praia cheia esse problema seria muito maior. Que invejinhaaaa. Se puder contribuir com mais alguma dúvida, estou por aqui 🙂 Bjs

  12. Priscila

    Oi Thaís, tudo bem?

    Acabei de voltar da Grécia e queria muito agradecer por todas as dicas dada em seu Blog.
    Realmente Milos é incrível, para mim a melhor ilha que visitei..
    Recomendo a todos fazer o passeio de barco a Kleftiko ( melhor lugar de todos).
    Infelizmente Tsigrado estava interditada, pois estava sem a escada 😦 …
    Obrigada por tudo e parabéns pelo bebê 🙂

    Beijos

  13. Marcelo

    Oh, Thaís, que legal seu comentário sobre Milos. Ano que vem em setembro iremos todos aqui de casa, com duas crianças (7 e 8 anos). Estamos de olho num apartamento em Pollonia, pela proximidade que tem com a praia. Mas será que é uma praia boa? Tem melhores? Sua opinião sobre o melhor lugar para estarmos hospedados (serão 9 dias em Milos ) seria importante. Adamas ou Pollonia ou Plaka? Temos vistos locais de dois quartos com lugar pra cozinhar (gosto de cozinhar) mas teria que ter praia perto, sabe, aquela coisa de ir a pé sem precisar de carro… Mas vamos alugar um também para girar a ilha. Abração

    • Olá, Marcelo! Que bacana ir pra Milos em família. Lembro que Pollonia me pareceu um local mais calmo, mais residencial e dentre os 3 que vc citou, acho que é o local com melhor acesso pra praia. Adamas é o centrão da ilha, mas não me recordo de ter praia boa por ali. Espero que aproveitem muito. Grande abraço!

  14. ronald

    thais meu nome e ronald gostaria de saber como se faz para o pessoal do hotel me buscar no porto de milos e tambem se tem marchas o quadriciclo que voce alugou e como colocar gasolina voce viajou em 2013

    • Olá Ronald! Em Milos o porto é bem pertinho dos hotéis daquela região. Se optar por ficar mais afastado, tem que ver se o hotel tem o serviço de transfer ou não. Já o quadriciclo que alugamos não tinha marcha, era só acelerar e para abastecer era super fácil também. Estive na Grécia em 2010.

  15. luana

    carol, adorei seu blog!!! é realmente para deixar com os pés formigando de vontade para ir a grecia!!! pretendo ir com a minha mae no inicio de outubro, voce sabe se é muito frio ou se ainda da pra aproveitar? beijos!

  16. Rui Mário

    Thaís, daqui cumprimento de Sintra, Portugal, vila bem bela onde moro! Mas…pra belo vou também, última vez foi em 2003, já tava com saudade bem portuguesa. Obrigado pela sugestão Milos, segunda que vem já embarcarei pra Creta, depois Santorini pra matar saudade e, pela sua sugestão talvez separe dias previstos pra Naxos e vá a Milos! Obrigado! Rui Mário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s