Estados Unidos – planejamento

Desde quando conheci o meu maridinho, insistia em viajar aos Estados Unidos que sempre foi um dos meus sonhos de consumo. Entretanto, durante 7 anos eu ouvia a mesma resposta: não! não! não! Ele tinha as razões dele para não querer e batia o pé. Bem, o que me restava? Duas alternativas: ir sozinha (que eu não achava uma boa opção) ou convencê-lo – foi por essa que optei. Investi 7 anos dessa nosso casamento sem ser bem sucedida nessa empreitada 😦

Já estava até me conformando com a ideia de não conhecer os States, quando a Anne e o Rodrigo (nossos amigos) nos convidaram para um jantar para que eles nos mostrassem as fotos da viagem deles aos Estados Unidos. Neste dia, tive esperança ao observar a empolgação do Loedi ao ver as fotos.

Ficamos até tarde da noite na casa dos nossos amigos e mesmo assim não tivemos tempo de ver todas as fotos, mas foi uma noite muito agradável. Se o Loedi ficou empolgado com as fotos, imagine eu que sou louca para conhecer aquele país?

Persistente que sou, no caminho de volta para casa perguntei pela 145267894° vez: Amor, vamos também para os EUA? Crente que teria mais um não como resposta, quase fiquei sem reação quando ele disse: Sim, vamos!!!!!!!!!!!! Até hoje agradeço à Anne e ao Rodrigo por esse dia; o dia em que finalmente comecei a planejar uma viagem aos EUA.

Primeiros passos:

Após a afirmação do Loedi não comecei a me empolgar, pois ainda não tínhamos  o visto, que é obrigatório. Sendo assim, coloquei em minha cabeça que só existiriam planos, expectativas e sonhos após a concessão do visto americano. Qual seria, então, o primeiro passo? Agendar o visto!

Estávamos no mês de setembro/2010 e conseguimos agendar a entrevista para dezembro. Como não tínhamos pressa, nem nos estressamos com a agenda lotada do consulado. Nossos planos previam viajar em maio/2011.

Optamos por tirar o visto em São Paulo. No mesmo dia do agendamento compramos passagens de ida e volta de avião de Curitiba a São Paulo pois nossa ideia era fazer um bate-volta.

Fizemos toda a parte burocrática do visto sozinhos, não usamos despachante e nem sentimos falta. Achamos tudo muito simples. Juntamos todos os documentos recomendados e aguardamos pacientemente o mês de dezembro chegar.

O dia do visto:

Madrugamos para conseguirmos pegar o primeiro voo para São Paulo. Chegamos em Congonhas super cedo e já nos dirigimos ao consulado de táxi (pagamos cerca de R$30,00).

Os horários dos agendamentos são rigorosamente cumpridos, portanto não adianta madrugar pois você vai ter que esperar.

Finalmente chegou nosso horário e digo que eu estava um pouco apreensiva devido ao monte de coisas que lemos e ouvimos falar sobre a rigorosidade do consulado.

Depois de passar por algumas etapas, chega a hora da entrevista com o agente. Fomos atendidos por um senhor extremamente simpático que nos fez poucas perguntas e não pediu nenhum documento. Ufa! Visto concedido! 🙂

Após esta experiência, vejo que existe muito blábláblá sobre os mitos do visto. Achei tudo simples e descomplicado, sem nenhum constrangimento como muitos relatam por aí. Realmente as pessoas falam demais sem saber das coisas.

Ao sair do consulado meu primeiro pensamento foi: Uhuuuuuuu, agora sim posso planejar nossa viagem!!!!!

Passagens Brasil/ Estados Unidos:

Já que o visto estava ok, corremos comprar a passagem aérea e marcar nossas férias. Os destinos escolhidos para viagem foram:

– Nova Iorque: nem precisa explicar, não é mesmo? A cidade mais agitada do mundo com certeza estaria nos planos.

– Washington: após ler o livro Símbolo Perdido de Dan Brown, minha vontade de conhecer a capital americana só aumentou.

– Chicago: sempre quis conhecer o lago Michigan.

– Las Vegas: já que o que acontece em Vegas, fica em Vegas, vamos lá conferir de perto o porquê desta afirmação.

– São Francisco: muitas pessoas nos recomendaram essa cidade na Califórnia.

– Orlando: finalmente vou pra Disney, meu sonho de criança!

– Tampa: oba, e também ao Busch Gardens!

– Miami: muita vontade de conhecer o mar de Miami e os super shoppings e outlets.

Com o trajeto costa a costa definido, estudamos a melhor maneira de executá-lo e compramos os seguintes trechos: Curitiba-São Paulo-Nova Iorque na ida e Miami-São Paulo-Curitiba na volta. Com o trecho internacional comprado, começamos a planejar a quantidade de dias em cada cidade.

Nosso roteiro

Definição do cronograma de viagem, hospedagem e locomoção entre cidades:

Sempre digo que a melhor maneira da gente começar os planos para as férias é saber quando vai e quando volta, de onde vai e de onde volta.

Como já estávamos com esses dados em mãos, começamos a especificar o roteiro. Melhor caminho a seguir? Saber o que você quer ver e fazer no lugar, e assim começar a calcular os dias. Para auxiliar, como fazemos tudo sozinhos, montamos uma planilha no Excel com o cronograma e os dados de transporte e hospedagem.

Após muitas pesquisas, decidimos pelo seguinte roteiro:

5 dias em Nova Iorque: uns dizem que é muito, outros que é muito pouco e assim divergem as opiniões. O que nos fez decidir por essa quantidade de dias é que queremos curtir a Big Apple sem pressa…

Do que não abro mão lá? Começando pelo clichê, rsrs, ver a Estátua da Liberdade, caminhar no Central Park, tirar muitas fotos na Times Square, se acabar nas gigantes lojas da quinta avenida, subir no Rockefeller Center, conhecer a Chinatown (adorooooo!). O resto é lucro! Com certeza não faltarão opções nos 5 dias que ficaremos por lá.

Hotel escolhido: Country Inn Suites

Motivo: a hospedagem de Nova Iorque é a mais cara do mundo se você escolher ficar em Manhattan.  Como a cidade tem um excelente sistema de transporte público, escolhemos ficar à 20 minutos do centro e economizarmos um monte na hospedagem. Pra quem não conhece, esse hotel é a linha econômica da rede Radisson.

Como vamos para o próximo destino? De ônibus com a Grey Hound, compramos online.

2 dias em Washington: na capital americana não há muito o que se fazer além dos prédios famosos como a Casa Branca, o Capitol e mais alguns museus famosos. Por isso, esse período é suficiente. Além disso, quer ir ao National Zoo para ver os ursos pandas 🙂

Hotel escolhido: Morrison Clark Inn

Motivo: melhor preço que encontramos

Como vamos para o próximo destino? De avião, com a low-cost americana Southwest.

2 dias em Chicago: para poder ver os principais cartões postais da cidade, além do lago Michigan.

Um dos itens obrigatórios é subir no Skydeck, o prédio mais alto dos Estados Unidos.

Hotel escolhido: Howard Jonhson Inn

Motivo: rede conhecida, inclusive com estabelecimentos no Brasil e foi o melhor preço que achamos.

Como vamos para o próximo destino? De avião, também com a Southwest.

3 dias em Las Vegas: 2 dias para aproveitar tudo que a cidade tem pra oferecer e 1 dia para fazer uma day trip ao Grand Canyon e passar na famosa passarela de vidro.

Hotel escolhido: Stratosphere

Motivo: hotel em Las Vegas é absurdamente barato. Sempre que recebia e-mails com os brinquedos que existem no topo do Stratosphere, ficava encantada. Ao saber que podia ficar hospedada lá e pagando pouquíssimo, fechamos o negócio na hora.

Como vamos para o próximo destino? Tivemos que reservar com uma agência, devido à nossa necessidade de passeio express ao Grand Canyon. Fechamos online com a Grand Canyon Tour Company. Voltamos a Las Vegas e partimos rumo à São Francisco também de avião e com a Southwest.

2 dias em São Francisco: para fotografar as casas vitorianas, a Golden Gate e aquela rua toda cheia de curvas e cenário de muitos filmes: a Lombard Street.

Hotel escolhido: Casa Loma

Motivo: preço e localização.

Como vamos para o próximo destino? Numa longa viagem de avião até Orlando, com a Southwest.

6 dias em Orlando: para ir aos parques Magic Kingdom, Epcot, Sea World, Universal Studios e Adventure e mais um tempo para compras.

Hotel escolhido: La Quinta Inn International Drive

Motivo: hotel em Orlando também é muito barato. Lemos várias recomendações boas sobre a localização deste hotel e por isso escolhemos.

Como vamos para o próximo destino? Como vamos à Tampa, alugamos um carro para irmos até lá e depois irmos para Miami de carro.

1 dia em Tampa: para irmos ao Busch Gardens e enfrentar mais montanhas-russas radicais.

Sem hospedagem, vamos dormir em algum hotel que acharmos na estrada.

3 dias em Miami: para comprar, comprar, comprar e entender o porquê da cidade ser a queridinha dos brazucas.

Hotel escolhido: Riviere South Beach

Motivo: preço e localização.

Depois de Miami, voltamos ao Brasil para embarcarmos para a parte 2 das férias: Peru!

Todas as reservas de hotéis fizemos pelo Booking.com, que é nosso site favorito para hospedagem.

Como foi fazer este planejamento?

Ir ao país mais cosmopolita do mundo é facílimo. Tudo que você quiser saber encontra com a maior facilidade na Internet. Ser o destino favorito de férias dos brasileiros, também ajuda bastante na hora de descobrir as coisas.

Estamos indo numa época em que o dólar está baixo, o que tornou a viagem bem mais em conta do que as nossas férias anteriores. Achei excelente, pois assim sobra uma graninha para as compras.

O mais caro, até mesmo que as passagens aéreas, são os ingressos para os parques de Orlando, mas tenho certeza de que valerá cada centavo.

Nossa locomoção nas cidades será totalmente transporte público e a alimentação 100% fast food, como em todas as viagens que fazemos.

A primeira coisa que quero fazer ao chegar em Nova Iorque é comprar um netbook para que eu possa ir contando meio que “ao vivo” as nossas experiências  aqui no blog.

Faltando uma semana para a viagem ao décimo sexto país de minha listinha, me sinto muito ansiosa ;). Tenho que me acalmar pois ainda não conclui os planos para o décimo sétimo, o Peru – próximo post de planejamento aqui no Próximos Destinos que tem que sair antes de eu começar escrever sobre as aventuras nos Estados Unidos.

Estados Unidos, daqui a 8 dias 🙂 🙂 🙂

Anúncios

25 Comentários

Arquivado em América do Norte, Estados Unidos, EUA planejamento

25 Respostas para “Estados Unidos – planejamento

  1. Flavia

    Uhuuu, é isso mesmo amiga se puder acompanhar on line suas aventuras na terra o tio San vai ser demais!
    To pensando como meu proximo destino tbém!!! então estou anotando td!
    bjossss e boa viagem!!!

  2. Pode deixar, Flávia! Vou me empenhar ao máximo para contar os detalhes dia-a-dia…. estou ansiosíssima. Bjs

  3. Carol

    Se não comprou seu netbook ainda, vá direto à BH Photo & Video. Eles têm os melhores preços de Manhattan e a loja fica na 9th avenue, pertinho da Times Square.

    • Obrigada pela dica! Tinha realmente pesquisado no site da B&H e achei os preços ótimos, mas não tinha o modelo que eu queria… já comprei o netbook, mas amanhã vou dar um pulo lá pra ver se acho outras coisinhas que estou procurando.

  4. Eliane

    Oi, Thaís, sou de Curitiba também.
    Acho que você pode me ajudar em uma dúvida. Vou a passar 3 dias em Las Vegas e já comprei ingresso para duas noites de show. No entanto, no terceiro dia queria muito assistir “Love” do Cirque du Soleil, mas coincide com o dia que pretendemos ir ao Grand Canyon. A minha pergunta é: O passeio que você fechou com essa agência, você indicaria? E o mais importante: a que horas retorna a Las Vegas? Você ve risco em atrasar muito? É que o show começa às 21h30mim. Obrigada pela atenção.

    • Olá Eliane! Obrigada pelos comentários.. Estou terminando o post sobre o Grand Canyon e devo postar essa semana, mas já te adianto as informações.Com certeza indico a agência, tudo correu perfeitamente bem e tivemos a comodidade de só se incomodar com o horário de acordar e eles fazem todo o resto. Fizemos o passeio ao West Rim, onde tem a Skywalk ,e antes das 18 h estávamos de volta ao hotel, portanto dá tempo suficiente de ir ao Cirque du Soleil. Acredito que o risco de atrasar é bem baixo, pois as estradas são excelentes e as empresas fazem isso todos os dias, então acho que é bem tranquilo.
      Que bom que incluiu Chicago no seu roteiro, pois a cidade é muito legal! E em relação a Noronha, realmente consta na minha wish list de viagens, espero em breve conhecer este paraíso brasileiro. Até breve!

  5. luiz

    Quanto $$ ficou a viagem inteira?

  6. Beli

    Olá querida, como vai o Canadá…? Bem, eu ainda estou aqui no meu planejamento dos EUA. Vi os preços de locadora aqui no Brasil mais caro, porém parcelado. Vi o site da Alamo e fiquei na dúvida: Eles pegam o passageiro no aeroporto e leva para a loja? A locação no site já é sem o seguro furto/roubo/inc/colisão? Está mais barata a tarifa pré paga (entendi que já sai do Brasil com tudo pago e com tanque na reserva e sem GPS e só pegar o carro e ir embora, confere?). Por fim, queria levar pouca coisa pessoal, mas estou na dúvida se nas lojas, principalmente outlets tem como provar roupa, pois sou meio “complicada” (rs, mulher, sabe como é… :-). Abs e me responde… rs tem outras perguntas no Orlando-compras e Miami

    • Olá Cibeli! Não tinha visto os comentários anteriores, I am sorry 😦 Vamos por partes então, rsrs.

      Aluguel de carro: não sei sobre o transporte do aeroporto pra loja, pois peguei direto no hotel. As coberturas de seguro são opcionais, como tínhamos o cartão de crédito que cobre o seguro de aluguel de automóvel (cartões Platinum, geralmente) pagamos sem nenhuma cobertura e economizamos cerca de 15 dólares na diária. Fizemos a tarifa pré-paga e é bem isso que você entendeu.

      Provar roupas em outlet: todas as lojas tem provadores, inclusive nos outlets. Tenho o corpo bem complicado, e também provei todas as mais de 60 peças que comprei 🙂

      Booking.com: para todos os países que já viajei fiz reserva pelo site e recomendo muitíssimo.

      Posts Nova Iorque: já tem 3 posts publicados sobre a Big Apple, está nos antigos ( mais fácil procurar na lista de categorias). No post de planejamento tem o link do hotel, que gostei bastante. Lá falo também do meu local favorito para compras e também do metrô. Não sou muito adepta dos ônibus vermelhos pois acho muito caro em relação ao transporte público.

      Seu roteiro: achei ótimo! Não vai se arrepender de conhecer a cidade mais cosmopolita do mundo.

      Cirque du Soleil: não fui nos EUA, mas super recomendo pois tive a oportunidade de ir na sede em Montreal no Canadá e achei o máximo. Algo imperdível e com precinhos ótimos nos States ( se comparados aos preços do Brasil)

      Acho que respondi todas agora, se faltou algo please escreva! Adoro relatos grandes 🙂 Beijos!

  7. Marli Teixeira

    Thais, vc escreve super bem, adoro vir aqui e ler sobre as suas viagens. Vou pra NY em junho e me dê dicas sobre os vôos internos, sobre peso de bagagem, tem que pagar? (é caro?) vc teve excesso de bagagem nos vôos domésticos?

    • Olá Marli! Que bom saber que você acompanha o blog, fico bem feliz 🙂 Peso de bagagem nos EUA realmente é algo que precisamos nos preocupar e eles variam de cia para cia. Quando eu estava pesquisando, acabei optando pela Southwest pois era uma das únicas que oferecia 23kg de bagagem grátis por passageiro. Alguns trechos até sairam mais caros que as concorrentes, mas ao considerar o valor da bagagem saia elas por elas. Não paguei excesso nem nos voos internos, nem no de volta para o Brasil, mas nos sites das companhias eles disponibilizam os valores e algumas até permitem que você compre antecipadamente o excesso. Para facilitar sua vida, uma sugestão é comprar uma balancinha de mala, para que possa ir acompanhando o peso de bagagem e evitar surpresas ao chegar ao aeroporto. Boa viagem!

  8. Aninha

    Olá, Falando em Planejamento, como vc planeja as suas viagens no sentido orçamento mensal? Você parcela as passagens? Vale à pena pagar com cartão internacional? ou vc usa mais dinheiro? você poderia dar dicas no sentido financeiro? Desde já agradeço. Att. Ana.

  9. Waleska

    Thais parabéns pelo blog! Você gostou de ficar no Stratosfere? O que vc achou? E a ida ao Grand Canion valeu a pena, estamos com o tempo apertado e estou em dúvida é muito cansativo, pois estarei com meus pais e maus filhos?
    Obrigada, bjs Waleska

    • Olá, Waleska! Obrigada pelo comentário. Gostei sim de ficar no Stratosfere. A única coisa que tem que levar em conta é que ele não fica no miolo de Las Vegas, mas o ônibus que passa bem na porta te leva pra lá em 15m. Como eu não gosto muito de agito, achei isso ótimo. Além de tudo, você tem acesso grátis à torre. Eu acho que a ida ao Grand Canyon vale muito a pena e não achei cansativo. Se pegar um pacote, como nós fizemos, é mais tranquilo ainda. O ônibus até lá é superconfortável. Espero que aproveite muito. Bjs

  10. Luana Araujo

    Thaís, tudo bem??? É a Luana novamente rsrsrsrs
    Menina nunca estive tão em dúvida em decidir o destino de férias do ano, acho que por conta da Ísis que na época da viagem (Agosto/Setembro) terá 1 aninho está me deixando muito em dúvida…
    Em 2016 conhecemos NY, Miami e Orlando…estava pensando em “casar” algum destino dos EUA com o Caribe (Caribe só conheço Aruba)…Queria saber qual outra cidade dos EUA você recomenda por ter gostado, mesmo que não tenha ido com a Camilinha???

    • Oi Luana! Que bom “ver” você por aqui de volta. Dos Eua, conheci NY, Chicago, Washington, Las Vegas, San Francisco, Los Angeles, San Diego, Anaheim, Miami e Orlando. Dentre todas, a única que eu não curti muito foi Los Angeles. Após NY, minha favorita foi Washington porém em 3 ou 4 dias vc conhece tudo que tem por lá. E do Caribe? Já sabe quais destinos te atraem? Uma opção tbm seria escolher a ilha e descobrir de onde há voos diretos nos EUA, pra ajudar um pouco. Recomendo Curaçao que já conheço e ando pesquisando muito sobre St Marteen e Bahamas que quero visitar em breve. Não ajudei muito, mas estou adorando participar de seus planos, rsrs. Beijos

      • Luana Araujo

        Thaís, obrigada! Nossa nunca pensei que seria tão difícil escolher um destino com criança rsrsrs…
        Então estava querendo fazer uma loucura, na AA tem voos para Europa que fazem Stopover nos EUA, no caso Miami…com isso estava pensando em SP-Paris-Londres-Paris-Miami-SP, dedicaria 8 dias na Europa e 6 dias em Miami para descanso e compras, o que você acha??? Muita loucura???
        Sei que muda de criança para criança, mais a Camilinha fica muito estressada em voos longos???

      • Oi Luana! Tenho visto vários amigos optando pela AA pra ir à Europa. Se houver descanso entre os voos longos, não vejo tanta loucura. Acho que minha maior preocupação seria o fuso horário (2 mudanças na viagem). A Camila começou a “dar trabalho” em voo só agora, perto dos 3 anos. Antes disso ficava boazinha, mas para mim sempre foi cansativo. Porém, como sempre escrevo, apesar de tudo vale muito a pena. Já avançou nos planos? Curiosa, rsrs

  11. Luana Araujo

    Oi Thaís, volteiiii…
    Fiz uma viagem test drive com a Ísis para Gramado/Canela (somos de São Paulo) e foi ótimo, não pelo o destino mais sim pela experiência de viajar com uma bebê de 8 meses, eu e maridão viajamos por 7 anos sozinhos então sentimos diferença. Bom, mais vamos lá ao que interessa: o destino. Decidimos fazer Caribe e EUA, 4 dias inteiros em Curação (você acha que dá para aproveitar bem esses 4 dias?), 4 dias inteiros em Orlando (vamos fazer dois parques Disney – MK e AK) e mais 4 dias inteiros em Miami (compras, diversão e descanso). O que achou do meu roteiro? Acha que vou fazer a minha baby sofrer indo para tantos lugares? Você acha que dá para aproveitar 4 dias legais em Curaçao?
    Estou mega ansiosa para saber o seu próximo destino…rsrsrs
    Você acredita que não curti muito Gramado/Canela…Estou pensando seriamente em montar um blog 🙂

    • Oi Luana! Esses dias vi você no Instagram e pensei sobre o andamento de seus planos. Que bom que voltou aqui para compartilhar 🙂 E foi bacana a experiência de viajar com ela? Adorei sua escolha de roteiro, pois unirá destinos próximos e com vibes diferentes. Acho que a distribuição do roteiro também está bem bacana. Seu voo de volta é de Miami? A Isis irá aproveitar muito e talvez vocês que se cansem mais que ela. 4 dias são suficientes para Curaçao, eu acho que quando fui fiquei essa quantidade de dias também. Meus próximos destinos são: Orlando (amanhã, uhuuuuuuuu!), África do Sul e Ilhas Maurício em setembro e Saint Marteen em dezembro. Quanto à ideia do blog, acho que demorou pra começar! Dá trabalho, mas a cada pessoa nova que se conecta contigo faz valer muito a pena. Monta e me passa o site! Vamos nos falando, em breve teremos post de Orlando outra vez 🙂 Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s