EUA – Orlando: parte 1

Com o Ipad em mãos, a longa viagem de San Francisco à Orlando, passando por Chicago, cansou menos do que imaginávamos. Mas mesmo assim ficar o domingo inteiro sentados em poltronas de avião não é a melhor coisa do mundo. Porém quando o avião começou a pousar, esqueci de todo o cansaço, de todas as horas de voo e só queria pensar que estava prestes a realizar um sonho de infância: conhecer a terra do Mickey!

Por volta das 19 horas aterrissamos em Orlando e chegando ao aeroporto você já percebe o clima totalmente turístico da cidade. As primeiras lojinhas do aeroporto já são cheias de bichinhos de pelúcia e outras lembranças de personagens Disney. Outro fato notável ao desembarcar é o calor delicioso da Flórida 🙂

Orlando é uma cidade que tem milhares de sites brasileiros com dicas de turismo para todos os gostos. Antes de irmos, uma informação que era unânime em quase todos é que seria impossível aproveitar Orlando sem carro.

Mãos-de-vaca que somos, pesquisamos muitas coisas e estávamos certos de que essa premissa não era tão verdadeira assim e resolvemos testar Orlando sem carro para gastar menos, é óbvio, mas também para mostrar outra alternativa para quem não quer dirigir por lá.

Como disse no post de planejamento, nosso hotel era o La Quinta Inn International Drive North. A International Drive é a avenidona turística de Orlando e onde se encontram os principais hotéis e outlets da cidade e a melhor opção de hospedagem tanto pra quem está com ou sem carro.

Pesquisamos na internet e descobrimos que há um ônibus que sai do Aeroporto e segue pela International Drive (ônibus número 42). O site de transporte público de Orlando é o da Lynx e lá consta o itinerário da rota. Pagando apenas 2 dólares, chegamos ao nosso hotel. Portanto, dizer que é imprescindível pegar táxi no aeroporto para o hotel é mito, pelo menos para quem se hospeda na International Drive.

O hotel fica bem pertinho do Wet and Wild e esse foi nosso ponto de referëncia para descer do busão. Andamos 2 quadras e já avistamos o La Quinta Inn. Entramos, fizemos o checkin, largamos as malas no quarto e fomos jantar num KFC bem próximo. Nessas primeiras caminhadas pela International Drive, já foi possível sentir que o turismo realmente impera na cidade, e o melhor é que eles sabem muito bem como fazer isso.

Voltamos para o hotel e pegamos todos os mapas de parques disponíveis na recepção para planejarmos nossa semana. Nessas análises de mapas tomamos a seguinte decisão: fazer os 4 parques da Disney num dia só para que pudéssemos ter um dia livre para fazermos compras.

Com os mapas em mãos fizemos a seguinte agenda:

segunda-feira: Magic Kingdom, Epcot, Animal Kingdom e Disney Hollywood Studios.

terça-feira: Seaworld

quarta-feira: Universal Island of Adventure e Universal Studios

quinta-feira: dia livre para compras

Como tínhamos visto um guichê de ingressos da Disney na recepção do hotel, nossa ideia era já comprar os bilhetes ali mesmo na segunda bem cedinho. Empolgados pelo dia seguinte, fomos dormir.

Como tínhamos a missão dos 4 parques num dia só, acordamos bem cedo para que pudéssemos pegar o primeiro shuttle rumo à Disney. Aliás, um dos motivos de termos escolhido o hotel foi a disponibilidade de shuttle gratuito para os parques da Disney e Universal.

O café da manhã do hotel era bem simples, mas com algumas opções agradáveis ao nosso paladar.O salão tinha um tamanho bom e neste primeiro dia parecia que estávamos em pleno Brasil…. muitos brasileiros!

Logo que terminamos de comer fomos conversar com o tiozinho de ingressos da Disney. Ele nos disse que a opção de ingresso que precisaríamos comprar era o “Hopper”, que permite a entrada em todos os parques no mesmo dia, mas que ele não vendia ali. Outra coisa que ele nos disse era que seria loucura de nossa parte visitar os 4 parques num dia só e blábláblá…. O discurso que se ouve e se lê por aí é que deve-se fazer um parque por dia… bem, vocês verão nossa conclusão nos próximos capítulos, rs.

Agradecemos a atenção do senhor e ele nos disse: “Preparem-se garotos, vocês terão uma enorme aventura no dia de hoje! “, num tom de “vocês irão camelar muito, seus manés” . O Loedi virou e disse: “Ok, estamos bem acostumados a este tipo de coisa!” , querendo dizer “você não sabe cada loucura que já fizemos nesta vida de viajante, kkkkkkkk! “.

Prontos para o dia de aventura e magia, embarcamos no shuttle das 07:30h rumo ao Magic Kingdom.

Os parques da Disney ficam bem afastados da International Drive, numa localidade chamada Lake Buena Vista. O shuttle levou uns 40 minutos para chegar até a entrada do complexo.

Ver o primeiro portão com a placa “Where dreams come true”, já dá um gelinho na barriga.

Continuar apreciando a paisagem com todos os jardins perfeitos, as ruas limpas, as placas coloridas, as caixas d’água em forma de Mickey, os postes em formato de Mickey, enfim, tudo contribuindo para a magia do lugar só te deixa mais ansioso para chegar de uma vez… Tudo perfeitamente construído para ser uma terra de sonhos…

Depois de muita ansiedade, finalmente chegamos e precisávamos decidir qual seria nosso horário de volta do shuttle… Com a grande aventura pela frente, escolhemos o último horário: 23:30h. Uau! Tínhamos acabado de decidir que iríamos permanecer 14 horas na ativa… Mas quer saber? Nem pensei nisso, pois estava prestes a realizar um dos maiores sonhos da minha vida 😉

Seguimos para a bilheteria, compramos nosso ingresso Hopper e ganhamos da supersimpática atendente nosso broche de primeira visita. Eu achei o máximo e logo vesti o meu!

Seguimos rumo ao Monorail para embarcamos ao Magic Kingdom, o primeiro parque que escolhemos pelo simples motivo de ser o mais encantador, rs.

Era por volta de 08 e 40h e o parque só abria às 09:00h. Aproveitando o fato de ser cedo e ainda não estar entupido de gente, ficamos lá na frente aguardando a abertura do parque…. E quando abriu… Uau!!!!!

Como foi? Conto no próximo post 🙂 🙂 🙂

Anúncios

29 Comentários

Arquivado em América do Norte, Estados Unidos, Orlando

29 Respostas para “EUA – Orlando: parte 1

  1. Flavia

    Muito bom!!! parece livro, não vejo a hora de ler o resto! rsrsrrsrsr

  2. Camila

    Nossa Thaís! Estou adorando ler suas dicas e tudo o que vcs passaram nesta viagem aos EUA. Não paro de ler informações, pois vamos viajar em outubro!

  3. MôSQR

    Oi Thaís!

    Estou planejando passar 5 noites em Orlando no mês de Abril e gostaria de saber o que vc achou do Hotel La Quinta Inn? Estou super na dúvida são tantos hoteis..srrs. Tem restaurantes, lojas e coisas em volta que dá pra fazer a pé? Vc acha que é necessário alugar carro ou o shuttle do hotel é suficiente? Pretendemos (eu e meu esposo) passar 2 dias nos parques da Disney e 2 dias nos parques da Universal. Obrigada,
    MôSQR

    • Olá Monica! Eu gostei muito do La Quinta Inn, principalmente pela relação custo x benefício. Tem tudo por perto! Lanchonetes, mini mercados e muitas lojinhas. Eu me virei muito bem sem carro, os shuttles do hotel são para a Disney e Universal, os dois parques que vocês pretendem visitar. O único horário de shuttle ruim é de volta da Universal, porém é possível pegar um ônibus normal para voltar e que para na esquina do hotel por cerca de 2 dólares. Acredito que valha a pena o carro apenas se quiser fazer um tour de compras, mas aí pega para um dia só. Aproveite muito esse lugar mágico da Flórida!

  4. Ana Mota

    Oi Thaís! qual o melhor calçado para andar por lá? Pelo que li vocês andaram e muito……
    Quando o Loedi ficou com as bolhas ele estava usando tênis?
    Estou preocupada com o tipo de calçado que usarei. Em verdade não uso tênis, só para ginástica e caminhadas. Uso sapatilhas (para trabalho, passeios…), mas sei não……
    Irei em abril/2012 para Orlando e pelo jeito vamos , como vocês, andar muito……..

    • Olá, Ana! Em todas as viagens que fazemos, andamos muiiiiiiiito e eu, por estar acostumada, uso sempre o tênis mais velho que tenho para evitar qualquer tipo de incômodo. O Loedi teve bolhas no pé mesmo vestindo tênis, talvez por causa do suor nos pés devido ao forte calor. Você já experimentou andar bastante com suas sapatilhas? Se já e não teve incômodo, acredito que não terá problemas. O único tipo de calçado que eu não recomendo para essas andanças são chinelos. Eles destroem os pés com poucos passos. Como vc vai em abril, dá tempo de testar seus calçados e descobrir qual o mais confortável para andar longas distâncias.

      • Ana Mota

        Oi Thaís! Cá estou depois das férias em Orlando. Gostei demais!!! Você descreveu direitinho no post a cidade. Parece mesmo a Terra dos Sonhos e do Nunca. Quanto ao calçado acabei comprando um sapatênis na Outer, foi ótimo, não machucou o pé, confortável……resolveu bem, nem parecia que era recém comprado. Usei durante a semana toda, antes das férias e aprovei. Obrigada pelas dicas. Um abraço. Ana

      • Olá Ana! Que bom que aproveitou e gostou de sua viagem… Cada vez que penso naquela cidade tenho vontade de embarcar. Um lugar a ser visitado mil vezes na via. Ufa! Nada de bolha nos pés, então? Fica a dica para os demais leitores. Este é a prova de parques e mais parques, que delícia. E o seu próximo destino? Já escolheu? haha…Beijos e obrigada pelo retorno!

  5. Elisabete Maria Pratts

    Boa tarde,

    Quanto custou o Hopper para os 4 parques. Estou indo em março para Vegas, Los Angeles, Miami, Orlando e faremos no meio um cruzeiro para as bahamas. Você acha que estará quente em março de 2012 nesses lugares.. Achei seu blog por acaso e estou amando. Você conta a história de forma clara e nos prende a leitura. Parabéns.

    • Olá Elisabete! Que bom que encontrou o blog e melhor ainda que está gostando 🙂 O Hopper custou 120 dólares por pessoa (caro, né?), mas eu acho que vale cada centavo pois a Disney é um lugar inigualável.O tempo anda meio maluco, mas na Flórida faz pouco frio e acredito que março as temperaturas estejam bem agradáveis. Las Vegas fica próxima ao deserto e também deverá estar quente. Talvez o local mais fresquinho seja Los Angeles.Se quiser ver dados históricos de temperatura, no http://www.weather.com tem tabelas mensais por cidade. Obrigada pelo comentário!

      • Elisabete

        Oi Thaís. Faz 1 mês que voltei da minha viagem aos EUA. Foi mágico. 18 dias incríveis. Em Las Vegas estava de congelar hahaha Mas nos outros lugares (Miami, Orlando e Bahamas) a temperatura estava super agradável. Não vejo a hora de voltar. Que vício rsrs Até +.

      • Olá!! Que bom que gostou! EUA realmente são demais. Caraca, nem sabia que faz frio em Las Vegas, bem no meio do deserto. É viciante mesmo, mas vale a pena. Até mais e boas viagens!

  6. Elisabete Maria Pratts

    Muito obrigada pelo retorno querida. E sabe que eu achei que era bem + que 120 dólares?? Eles não explicam direito nos sites rsrsrs Obrigada pelas dicas.

  7. Ana

    Boa tarde ,irei para Nova Yorque e Orlando em julho de 2013 com minha familia ,ficarei hospedada no Rosen Inn at Pointe e tb não pretendo alugar carro mais no Hotel só tenho serviço de traslado para Universal ,será que você pode me auxiliar em como ir para o Complexo disney sem taxi ou carro digo de transporte publico ou vans ?
    desde já agradeço e parabens pelo site!
    Ana

  8. Nossa eu simplesmente adorei o seu blog, dicas MARAVILHOSAS…está nos favoritso, pretendo ir pra Orlando conhecer a Disney em Setembro, vou passar 10 dias lá…há alguma dica que vc recomende na qual eu não posso perder??? rs…

    • Olá, Dani! Que bom que gostou do blog. Bem-vinda ao mundo viciante das viagens.Tenho certeza que seus 10 dias serão os dias mais mágicos de sua vida. Orlando é uma cidade tão preparada para o turismo, que é impossível você não aproveitar muito. O que mais amei por lá é a Disney, que é o único lugar do mundo que conheço que só tem gente feliz. Demais…… Espero que você aproveite bastante!

  9. Danielle

    Thais, irei passear muuuito por aqui pra planejar minha ida à Orlando. rs… Me tira uma primeira dúvida? Você acha melhor comprar os ingressos dos parques diretamente lá ou aqui no Brasil por sites? O que será que fica mais em conta? Vi pela decolar.com que muita gente diz ser o mais barato e os ingressos para os 4 parques com o adicional Park Hopper está saindo a R$670,00.. Claro que a 2 anos atrás o valor era outro, mas baseado pelo que vc pagou acha que é mais vantagem comprar por aqui mesmo ou lá nas bilheterias. Beijos e isso é o começo hein! kkkkkkk

    • Oi Dani! Me empolgo com a viagem de todo mundo e é muito bom poder ajudar. Eu acho que é melhor comprar o ingresso por lá. Vi várias promoções de ingressos nos hotéis, em alguns Mc Donald’s e vários pontos. Só que o Park Hopper só era vendido na Disney, naquela época. Uma coisa é certa: os ingressos serão caríssimos, independente de onde comprar, mas vale CADA CENTAVO! É uma experiência única. No site da Disney você consegue simular os preços, já deu uma olhadinha lá? Aguardo outras perguntitas, hein? Beijos

  10. Danielle

    Ah vou perguntar sim, kkkk…. Bom Thais, eu pensei em comprar por aqui pra não precisar pagar o IOF que lá teria que pagar… Eu cheguei a cotar sim pelo site da Disney, e realmente o valor em dólar é menor. O problema é que quando converte para o real fica mais caro devido ao cambio ser o de turismo que é mais caro que o comercial que alguns sites utilizam. Sobre ser caro realmente é, maaas como vc mesmo diz: Vale cada centavo! Ai ai ai e bota centavo nisso, rs…
    Pulando um pouco sobre ingressos queria saber com vc sobre o aluguel de carro que todo mundo diz ser IMPRESCINDÍVEL. Você disse que não é e pra mim ponto final. Sigo piamente o que diz. Queria alugar carro só para os 2 últimos dias para as compras e para levar-nos ao aeroporto que na ida iremos de busão mesmo, só que como na volta estaremos com as malas cheias não queremos correr riscos. Eles alugam carros para esse período ou tem mínimo de dias? Em nosso planejamento encaixamos Miami para a ida e acredite iremos até Orlando com uma empresa de ônibus que faz esse trajeto. Embora todos digam que é muito fácil, ficamos com medo de dirigir por 4 horas sozinhas. Como o preço é convidativo ($30) resolvemos não arriscar. Caso alguém queira o ctt dessa empresa eu posso indicar aqui. Conforme forem surgindo as dúvidas eu posto aqui. OBRIGADA sempre! Beijinhos!!!

    • OI Dani! Só peguei carro para um dia e foi o suficiente. Não tem diária mínima. Acho uma boa ir de busão mesmo, pois acaba saindo bem mais barato que carro. Os dólares economizados podem se converter em deliciosas comprinhas, haha. Só cuidado em não deixar as compras no porta malas do carro. Tive amigas que foram roubadas por lá. Eles ficam de olho nos brasileiros enlouquecidos com compras e esse tipo de furto tem se tornado comum. Vamos conversando, beijos (estou ansiosa por você!)

  11. teresa cristina lima

    Olá, Thais. Fiquei mt feliz ao ver q vc fez os 4 parques em um dia, era o q eu queria. Só tenho uma dúvida: vc foi e voltou de EPCOT p/ MK 2 vezes, é tão rápido assim? Que transporte vc usou e onde pegá-lo?

  12. José Barros

    Olá Thaís,

    parabéns pelo se excelente texto!! Farei exatamente o que vc sugeriu no carnaval deste ano, vou aproveitar SEM CARRO e tentar ir à vários parques no mesmo dia com o ingresso “Hopper”. Muito obrigado pelas dicas, era exatamente o que eu precisava. Antes de ver seu post eu estava perdido rsrs. Um abraço, José

  13. Samara

    Nossa, nem acredito que achei o seu blog. Estava super feliz e empolgada de ir pra Disney em novembro e alguns amigos me desanimaram muito dizendo que era impossível andar por lá sem carro, que era melhor nem ir.. Já estava pensando em talvez trocar pra NY, mas o que eu e meu namorado queremos mesmo é Orlando e toda essa magia.
    Você foi um anjo hahaha… Tô com um bloquinho anotando todas as dicas e por enquanto só li essa parte 1, vou passar a manhã devorando seu blog… Você acha que algumas coisas mudaram de quando você foi pra cá? Já são mais de 3 anos e fiquei pensativa a respeito do hotél, do transfer e tudo mais..
    Beijão querida e parabéns pela iniciativa de ajudar as pessoas com suas experiências, tenho certeza que você já salvou outras viagens, assim como está salvando a minha. :*

    • Olá, Samara! Que bom que achou o blog 🙂 Assim como vc, várias outras pessoas o encontraram procurando uma esperança de visitar Orlando sem carro e muitas já voltaram para me agradecer ao dizer que é possível sim. Dei uma olhada no site do hotel e os transfers ainda existem. Mesmo já tendo passado 3 anos, tudo ainda contribui para que seja possível curtir Orlando com as opções de transporte. Acho um absurdo pagar a diária de aluguel de um carro para deixá-lo 3 ou 4 dias parado a maior parte do tempo no estacionamento dos parques. Compre as passagens e embarque sem medo para a terra da magia. Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s