EUA – Orlando: parte 4 – Universal

Devido às maratonas dos dias anteriores, na noite de terça-feira o Loedi descobriu que estava com 2 super bolhas em seu pé. Fiquei bem preocupada com ele, pois não seria nada agradável camelar mais um dia inteiro com a sola do pé incomodando. Por outro lado, também fiquei com receio de termos que cancelar nossa visita à Universal devido à este fato. O que podíamos fazer era cuidar das bolhas para que elas incomodassem menos no dia seguinte….

Quando acordamos, o Loedi disse que a situação estava um pouco melhor e que podíamos sim ir ao parque. Ufa! E assim nosso terceiro dia em Orlando também começou cedo. O hotel disponibiliza dois horários de shuttle para o Universal e nós escolhemos o das 09 e 30. Sendo assim, acordamos, tomamos café da manhã e lá fomos nós.

Os parques da Universal também ficam bem próximos da International Drive. Em menos de 20 minutos chegamos.

Nosso plano para os parques da Universal era visitar os 2 parques, Islands of Adventure e Universal Studios, num dia só. Pelo que tínhamos lido e pesquisado, a maioria dos viajantes sugere que essa é a melhor opção.

Começamos pelo Islands of Adventure, pois é lá que fica a mais nova área do parque: a terra do Harry Potter. Como tudo que é novidade lota mais, assim que chegamos corremos para lá.

A primeira atração que escolhemos foi a montanha-russa Duelo de Dragões. O parque também estava relativamente vazio e tivemos que aguardar só uns 25 minutos na fila. E por falar em fila, eu e o Loedi combinamos que só iríamos em brinquedos que tivessem no máximo 1 hora de fila, para podermos ir em mais atrações. Todos os parques de Orlando possuem indicadores de tempo de fila na entrada, o que agiliza bastante o seu planejamento.

A área do Harry Potter é linda e cheia de detalhes do personagem. Eu não sou nem um pouco fã do menino, aliás nunca vi nenhum dos filmes, mas achei o lugar bem lindo.

O simulador do Harry Potter tinha fila de 2 horas e não encaramos, mas aproveitamos que estávamos ali para tirar algumas fotinhos.

A próxima área que visitamos do parque foi a atração do Jurassic Park, que é um bote que passeia por um riozinho decorado com alguns dinossauros que se movimentam e que tem uma super queda. Saímos de lá bem molhados, uma delícia para o calor de Orlando.

Como apareci com o copo na foto, me lembrei de dizer que nos parques da Universal também tem o esquema de comprar o copão de refrigerante e reabastecer por centavos durante o dia!

Se do Jurassic Park saímos molhados, ainda não tínhamos ideia de como saíriamos do Rip Saw Falls, a próxima atração que encaramos e que na minha opinião é o brinquedo mais legal do Universal.

Também é um barquinho que despenca, mas ele dá muitas voltas no interior da atração fazendo você ficar com expectativa de cair a todo instante e quando você menos espera: tchibum! Você despenca numa velocidade muito alta e sai do brinquedo completamente encharcado!

Muito bom! A dica para a atração é você entrar na fila de single riders, que vai bem mais rápida que a convencional.

Depois do banho, seguimos para o simulador do Homem Aranha, que é bem bacana! Também fomos na fila de single riders.

A fila em que mais tivemos que esperar foi na montanha-russa do Hulk, onde ficamos cerca de 1 hora. O mais interessante desta atração é a subida em alta velocidade.

Tendo ido nesta, não havia mais nenhum brinquedo que nos interessasse no Islands of Adventure e sendo assim, partimos para o Universal Studios.

Um dos cartões-postais do parque é o símbolo da Universal que fica girando. Parada obrigatória para foto!

Ao chegarmos no Universal Studios, a primeira atração que fomos foi no Shrek 4D, que é um cinema. A quarta dimensão fica por conta de efeitos cinestésicos como calor, pingos de água, dentre outros. Como a capacidade do auditório é grande, a fila é rápida.

De lá, fomos para o brinquedo do Twister, que na minha opinião já está bem passado e não tem muita graça.

Em compensação, a montanha-russa da Múmia é muito legal! Dentre as que fomos no escuro, achei a mais surpreendente.

Um outro brinquedo que haviam nos recomendado era o simulador dos Simpsons, onde enfrentamos uns 40 minutos de fila que valeram a pena. Não vou contar como é para que você tenha a mesma surpresa que tivemos.

Nessas alturas do campeonato, já eram quase 3 da tarde e ainda não tínhamos almoçado. Como já tínhamos ido nas atrações mais radicais, almoçamos na praça de alimentação próxima ao brinquedo dos Simpsons.

Bem ali pertinho, vimos que dali à meia hora haveria um show com animais famosos da televisão e ficamos aguardando. No horário, entramos no auditório e assistimos o show super bonitinho com pássaros, cachorros, porquinhos e chimpanzés adestrados. Um ótimo programa para logo depois do almoço.

Demos uma revisada no mapa para ver se havia mais algo que queríamos fazer e não encontramos nada. A atração que estava faltando, a montanha-russa Rock It, estava em manutenção e infelizmente não pudemos encará-la.

Andamos mais uma pouco e vimos que no brinquedo do Men in Black não tinha fila e resolvemos ver qual era. Ainda bem que não tinha fila, pois achamos bem bobinho, rsrsr.

Esta foi a última atração nossa no Universal Studios. Por volta das 18 horas, bem cansados mais uma vez, fomos para o ponto de ônibus pegar a linha 37 até a International Drive. Não tivemos pique para aguardar o shuttle do hotel, que só sairia de lá às 21 e 30.

O ônibus parou bem pertinho do hotel e fomos caminhando. Tomamos banho e fomos jantar depois de mais um dia maravilhoso nos parques de Orlando.

Se pensarmos em atrações mais radicais, os parques da Universal são bem melhores que a Disney. Adoramos! E melhor ainda foi visitar o local numa época de pouca fila.

Sem dúvida alguma, os parques da Universal são parada mais que obrigatória numa visita à Orlando! Fazer os 2 parques num dia só? Mais que possível, super tranquilo e fácil, pois os parques não são tão grandes quanto os do Walt Disney World. Fazer “Islands of Adventure” e “Universal Studios” é moleza até mesmo para os preguiçosos!

Visitar os parques da Universal: mais um sonho realizado! 🙂 🙂 🙂

Anúncios

9 Comentários

Arquivado em América do Norte, Estados Unidos, Orlando

9 Respostas para “EUA – Orlando: parte 4 – Universal

  1. Patrícia

    Estou esperando ansiosa a parte 5!!

  2. leila

    Gentem….amei seus relatos… tudo explicadinho…. ainda bem que existem pessoas como vcs que não medem esforços pra nos ajudar…. Parabéns pelas super dicas….
    vc tem o site do hotel que ficaram hospedados?
    obrigada
    Leila

  3. Luciana

    Oi Eu de novo…rsss

    Esses parques dá pra fazer os dois no mesmo dia, mas quando eu fui tinha fila demais em tudo, então a solução foi comprar o fast pass. É caro, mas valeu a pena. eu e minha amiga fomos em 16 brinquedos.

    Abraços,

    Luciana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s