Canadá – Toronto : Wonderland

Depois do longo voo e com um excelente serviço da Air Canada, desembarcamos em Toronto bem cedinho. Ao passarmos pela imigração, tivemos que responder apenas algumas perguntas e como nosso visto era de única entrada, já foi invalidado ali mesmo.

O aeroporto de Toronto é enorme e muito moderno. Nos primeiros passos por lá, já sentíamos o gostinho de primeiro mundo. Tínhamos olhado a previsão do tempo e visto que era para fazer 1 grau naquele dia. Dessa forma, viajamos bastante encapotados. Entretanto, ao chegarmos lá ( sem notar a calefação, é claro!) não sentimos tanto frio.

Tínhamos traçado a rota de metrô até nosso apartamento, porém ao chegarmos lá descobrimos que o metrô, aos domingos, só começa a operar mais tarde. Ao passarmos pela porta para sairmos do aeroporto e pedir informação, sentimos na pele o que era o frio do Canadá. Juntos, eu e o Loedi dissemos: vamos voltar e por mais roupas!

Caraca, que frio! Corremos para o banheiro do aeroporto e colocamos mais blusas para encararmos a geladeira lá fora. Preparados, saímos e descobrimos qual o ônibus que deveríamos pegar. Nesses primeiros instantes no Canadá nossa experiência com os canadenses estava sendo ótima! Todos muito solícitos e prestativos, sempre com um sorriso no rosto… um bom começo!

Embarcamos no ônibus e fomos observando a cidade… moderna, organizada, arborizada. Levamos cerca de uma hora para chegarmos à estação final e foi fácil encontrarmos a rua de nosso apartamento. A única dificuldade que tivemos foi saber onde era o local, pois não havia nenhuma placa, nem nada. Tínhamos combinado com o proprietário que chegaríamos às 9 horas da manhã, porém chegamos lá por volta de 07:30h. Como estávamos adiantado, resolvemos parar por ali e esperar, afinal não seria nada legal acordar alguém em pleno domingo pela manhã.

Nesses instantes que ficamos ali aguardando, passou um senhor passeando com seu cachorro e que puxou papo com a gente. Era um velhinho muito gente boa, que inclusive ofereceu o celular para ligarmos para o senhor do apartamento. Aproveitamos e ligamos, e o senhor disse que poderia vir mais cedo nos entregar a chave. Agradecemos o senhor do cachorro, que inclusive se chamava Tiger, e ficamos por ali observando as redondezas naquele frio de rachar.

Logo o senhor chegou, nos apresentou o apartamento e nos deu as orientações básicas sobre locomoção em Toronto.

Para este primeiro dia, nós já tínhamos uma missão: ir ao Canada Wonderland – o parque com a montanha-russa mais alta do Canadá. É galera, é isso mesmo! Depois de um voo de 11 horas, sem dormir, nós íamos ao parque diretaço, pois era o único dia em que o parque estaria aberto em nossa estadia. Podres e com muito frio, lá fomos nós.

Primeiro dia: Wonderland

Chegar ao parque é super fácil e no site deles tem todas as explicações. É só seguir até a estação do metrô e de lá pegar o ônibus que vai direto ao Wonderland.

Felizmente, já no trajeto o sol começou a brilhar e a sensação de frio parecia menor. Aquele era o primeiro dia de funcionamento do parque no ano, mas mesmo assim não tinha muitas filas. Chegamos, compramos os ingressos e pronto.

Mesmo com o frio do cão, vimos muitas menininhas de shorts e regata. Eu sentia frio só de olhar, mas talvez elas tivessem empolgadas com o sol 🙂

Logo na entrada do parque, há uma montanha artificial bem bonita e que serve como ponto de localização do parque. Nossa primeira parada foi por ali.

Depois de tirarmos umas fotos por ali, fomos direto e reto encarar a Behemoth, que tem uma queda de 70 m e que pelas fotos parecia bem menos assustadora.

Juro que pensei em afinar, mas já que estava lá, tinha que ir. Pra ajudar, não tinha nenhuma fila no brinquedo, então não tive muito tempo para pensar. Foi sentar e rezar!

Caramba, o carrinho da Behemoth te dá a sensação de estar solto e a subida inicial parece não ter fim.

Não sei se tremia mais de medo ou de frio. Se sofri na subida, imagina na descida reta de 70 metros… aaaaaaaaaaaaaaa! Gritei muito e pensei que ia morrer de tanto medo. Sem dúvida alguma foi a montanha-russa mais sinistra da minha vida!

Saí de lá pálida, mas ao mesmo tempo muito orgulhosa por ter encarado a Behemoth.

O bom de ter ido primeiro nessa é que as outras trocentas montanhas-russas eram fichinha. Saindo de lá fomos para uma em que você faz o trajeto deitado. Muito legal e não tão aterrorizante.

E assim seguimos indo em várias montanhas-russas, até que num determinado momento o cansaço bateu e começamos a passar mal. Não há corpo que resista a tantos sobe,desce, gira, vira, volta após uma longa noite sem descansar, com clima e fuso horário diferentes. Queríamos ficar mais pois o parque era muito legal e cheio de atrações, porém preferimos respeitar nossos limites.

Compramos um super hotdog para almoçar e aproveitamos para descansar um pouco ali sentados.

O cachorro quente era pão e linguiça e você tem a opção de colocar mostarda, catchup e uma espécie de picles doce, muito estranho por sinal, rs.

Demos mais umas voltinhas no parque e fomos para o ponto de ônibus para voltarmos para o apartamento e descansar, pois nossa viagem estava apenas começando.

Passamos numa vendinha, compramos algo para jantarmos e fomos nos deliciar com a calefação do apartamento, pois quanto mais tarde, mais frio fazia.

O sol nem tinha se posto quando já estávamos deitados. Ficamos pensando antes de dormir no quanto o nosso primeiro dia no Canadá foi maravilhoso, apesar de todo nosso cansaço.

Mal podíamos esperar pelos próximos dias… 🙂 🙂 🙂

Anúncios

8 Comentários

Arquivado em América do Norte, Canadá, Toronto

8 Respostas para “Canadá – Toronto : Wonderland

  1. em que época do ano vocês foram?? que mês ?? to planejando viajar para lá em outubro …

  2. Clarissa

    Olá! Adorei a postagem de vocês, bem como as fotos! Estou pensando em ir em março ou abril. Faz muito frio nessa época? O wonderland só abre a partir de maio? Obrigada e parabéns pela página!

    • Olà Clarissa! Obrigada pelo comentário. Fomos em maio e pegamos bastante frio. Creio que março ou abril seja bem parecido. No ano em que fomos o parque só abria a partir de maio, mas no site deles deve ter a informação atualizada. Aproveite muito o Canadá!

  3. Magda

    Caramba que massa, eu estava justamente procurando por uma experiencia como essa. Chegarei em Toronto dia 29 de outubro, e o parque fecha no dia seguinte. Estou com muito medo de nao conseguir aproveitar o parque uma temperatura muito baixa. Mas depois de ver seu post vi que eh sim possivel. Agora eh soh torcer para nao chover.

    • Isso aí, Magda! Por lá eles têm muitos estudos de meteorologia e se nesse dia o parque estará aberto é sinal de que poderá aproveitar. Lembro que fui em outro parque em Montreal num dia muuuito frio e minha garganta quase congelava quando eu gritava, mas mesmo assim foi muito legal. Prepare os agasalhos e enjoy!

  4. maria micaela mendes

    Gostei dos comentários, mas estou procurando horário de funcionamento do parque e sobre o transporte: quanto tempo demora de ônibus e qual o preço? Irei dia 14/07/2017
    Pode me ajudar?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s