Londres: parte 2

Após uma maravilhosa noite de sono, acordamos e fomos correndo olhar pela janela do quarto para ver qual era o clima. E para nossa agradável surpresa lá estava ele, o sol! Lindo e maravilhoso brilhando lá fora.

Ficamos muito felizes pois pelo que tínhamos pesquisado dias lindos de sol não são tão comuns em Londres.

Descemos e tomamos o delicioso café da Sra Pat. Ela preparava pão na torradeira e café, mas a sensação de estarmos ali, vivendo como uma família inglesa, deixava o simples delicioso.

No primeiro dia ela se espantou ao nos perguntar se queríamos ovos e nós dissemos não, rsrsrs. Outra coisa que a impressionou foi nos servir manteiga de amendoim e nós perguntarmos se era doce ou salgado. Me lembro bem dela dizendo, amendoim doce? Vocês comem isso no Brasil? rsrrs

Alimentados, pegamos nossa mochila e fomos para a estação rumo à primeira atração: London Eye.

É claro que queríamos sol pois é bem melhor camelar sem ter que se proteger de chuva. É melhor também pois as fotos saem mais bonitas. Entretanto, um outro motivo para comemorarmos o sol era a vista da London Eye, que até pouco tempo era a maior roda-gigante do mundo e que proporciona vista panorâmica da cidade.

London Eye:

Há uma estação de metrô quase na entrada da London Eye, chegar até lá foi bem fácil. Sair de lá e ver a atração ali, na sua frente, é demais!

É mais alta que eu imaginava, as cabines são maiores do que vimos na televisão, é linda!

Tínhamos lido que era bom chegar cedo para evitar as longas filas que lá se formam. Chegamos cedo, mas nem tanto, e não pegamos fila nenhuma.

Se nos quase 20 dias de viagem pela Europa já estávamos “acostumados” com a triste conversão pelo euro, começar a comprar ingressos em libras esterlinas doeu no bolso, rsrs. Atualmente, comprando ingresso online ou fazer combinações com outras atrações da cidade você pode economizar.

É caro? É! Mas é imperdível! E como diz o dito popular, quem converte não se diverte 🙂

O interessante da London Eye é que ela não pára. Você entra na cabine em movimento, mas é tão devagar que você não sente.

Ver o rio Tâmisa ali de baixo foi emocionante, mas o que mais impressiona é ver o Parlamento e o Big Ben. Impossível não se render a este lado da vista num primeiro momento dentro da cápsula.

Passado o fascínio pelo cartão-postal mais famoso de Londres, você começa a procurar outros pontos conhecidos no mapinha que eles entregam na entrada. Me lembro que o próximo que avistamos foi o palácio de Buckingham. E aí você começa a ver todos os outros e dizer várias vezes o quanto a vista é linda. Agradecia a todo momento por ter tido a sorte de pegar um dia limpinho, limpinho.

Ao terminar nossa volta, fomos unânimes em decidir pra onde iríamos: Parlamento e Big Ben!

Parlamento e Big Ben:

Fomos caminhando beirando o rio Tâmisa e mal podíamos acreditar que ali estávamos. Como essa é uma região extremamente turística da cidade, você caminha e tropeça em barraquinhas de souvenirs. Impossível não parar para pelo menos dar uma olhadinha.

Ao cruzar a ponte, tem-se um dos melhores pontos para se bater foto do Big Ben, pois você consegue pegar quase toda a construção.

Na ponte também é possível tirar foto da London Eye inteirinha e como o rio Tâmisa de cenário.

Nessas primeiras andanças por Londres já pudemos perceber que a diversidade cultural da cidade é demais. Você vê de tudo pelas ruas e ninguém está nem aí.

Outra coisa que te pega de surpresa a todo tempo é a mão inglesa. Por mais que as ruas sejam muito bem sinalizadas, é bem fácil você olhar para o lado “errado” da rua para ver se pode atravessar. Isso rende boas risadas 🙂

Ao lado do Big Ben, fica a Abadia de Westminster que apenas vimos de fora. Não sei porque, mas não achei tanta beleza nesta construção…

De lá, seguimos caminhando até o Palácio de Buckingham, que fica bem próximo. Até chegar lá é uma delícia passear pelo belo parque que há logo na frente.

Ao ver pela primeira vez um dos locais mais visitados de Londres é impossível não parar para pensar: caramba, estou aqui!

Outra coisa que chegando nesse lugar você quer ver são os guardinhas do palácio.

Ali na frente tem vários, mas demos sorte de encontrarmos o grupo ensaiando num prédio lateral e lá ficamos observando o espetáculo.

De lá seguimos para outro famoso cartão postal: a London Bridge. O meio de transporte que escolhemos? O famoso ônibus de dois andares.

A London Bridge fica bem próxima à Tower of London, que preferimos não visitar por dentro.

Apenas passamos por lá para fotografarmos a London Bridge, à beira do rio Tâmisa, num dia lindo com um clima agradabilíssimo.

Após muitas e muitas fotos, pegamos um ônibus para irmos ao Hyde Park, outro ponto obrigatório numa viagem à Londres.

Chegamos lá no meio da tarde e pudemos observar o jeitão londrino de se aproveitar um dia de sol. Várias pessoas deitadas na grama, apenas curtindo a vida. Diferentes estilos, cabelos, formas de se vestir. Tudo junto e em perfeita harmonia.

O Hyde Park é enorme e nós andamos boa parte dele. Olhamos no mapa e decidimos que iríamos caminhar até à fonte feita em homenagem à Lady Di. O trajeto foi longo, mas muito gostoso de se fazer.

A fonte é diferente, com água corrente, em formato oval. Simples e linda ao mesmo tempo.

Tínhamos saído de casa antes das 9 da manhã e tínhamos andado o dia inteirinho…. como ainda tinha sol, não resolvemos parar por ali. Apenas sentamos um pouco para descansar as pernas e olhar o mapa para vermos para onde seguiríamos.

Decidirmos ir até um dos mais famosos bairros de Londres, pelo menos para quem adora comédias românticas. Saímos do Hyde Park e seguimos rumo à um lugar chamado Notting Hill.

Nossa passada por lá foi apenas para ver um pouquinho do bairro, uma vez que já era mais de 7 da noite e estávamos exaustos. Cumprimos nossa missão registrando em fotos nossa passada por lá 🙂

Podres, seguimos direto de Notting Hill para nossa guesthouse. As experiências vividas no primeiro dia em Londres foram muito boas e o sol como estrela principal foi a cereja do bolo.

Uma cidade cosmopolita, educada, eclética e multicultural, essas foram nossas primeiras impressões da cidade.

Logo nesse primeiro dia já comecei a ficar em dúvida se tinha gostado mais de Londres ou de Paris. Ainda bem que tínhamos mais alguns dias pela frente para eu tirar a conclusão 🙂

Veja como foram nossas próximas aventuras em Londres ,em breve, aqui no Próximos Destinos 😉

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Europa, Inglaterra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s