7 coisas que me irritam em viagens

Costumo sempre postar coisas boas sobre viagens, mas como nesses últimos meses tenho viajado bastante a trabalho, comecei a observar nas idas e vindas as coisas que não são tão legais quando a gente viaja, especificamente nos aeroportos.

Esperar para embarcar é uma das coisas mais chatas que existem no mundo e essa espera não é legal nem aqui em Curitiba, nem em Londres, no Canadá ou em qualquer outro lugar. Não tem como a ansiedade ficar de lado quando você está indo e quer logo aproveitar o passeio, ou quando está voltando e quer mais é ver sua cama.

O que mais a gente quer é entrar logo no avião, que decole e chegue rápido. Acredito que não seja só eu que pense dessa maneira, mas às vezes acho que sou de outro planeta pois encontramos cada figura por aí…E quando falamos especificamente de aeroportos no Brasil, a coisa fica pior pois além da estrutura ser ruim, parece que o brasileiro insiste em dificultar. Ok, ok, sei que mundo afora também tem gente mal educada, mas vou falar daquilo que presencio mais.

Vamos às sete coisas que mais me irritam:

1 – Os folgados furões de fila

Sinceramente não consigo entender o quanto as pessoas são cara-de-pau! Tem gente que sai entrando na frente de todo mundo e não quer nem saber dos demais. Canso de ver nos aeroportos mais desorganizados, os espertinhos tentando embarcar à frente dos demais sem ser prioridade. Congonhas é o aeroporto campeão! Quando existem apenas duas mocinhas para recolher os bilhetes, os mal-educados formam cinco, seis filas e aí o caos está instaurado.

Para eu não me irritar, sempre sou uma das últimas da fila pois sei que (pelo menos na regra, rs) o piloto irá aguardar todos os passageiros. Por que as pessoas são tão desesperadas se na maioria das vezes o assento é marcado????

2 – Não separar o documento de identificação antes do embarque

Eu acho uma idiotice essa determinação da ANAC que exige a apresentação do documento na hora do embarque. Até hoje não entendi o porquê de terem deixado o processo mais lento ainda. Mas, como temos que cumprir a norma, que tal facilitar? Quantas vezes vejo pessoas na boca do embarque resolvendo procurar a identidade dentro daquelas bolsas que mais parecem malas? E procura, procura, e nada de achar enquanto a fila só fica olhando torto. Mesmo o pessoal da companhia informando milhões de vezes, o povo esquece de separar e contribui para a demora do embarque.

3 – 1245131 bagagens de mão

Ba-ga-gem de mãoo! Tem gente que não entende isso e leva consigo 5 bagagens de mão. E pior! Querem acomodar tudo no compartimento logo acima de seu assento. É nessa atitude que se instaura o caos do embarque, pois o folgadinho vai ficar lá tentando fazer caber suas bugigangas enquanto os demais fazem fila para entrar na aeronave. Se fossem poucos que fizessem isso, não seria tanto problema… Observe esse item em seu próximo voo!

4 – Deixar para conferir o assento após estar dentro do avião

Se tem uma coisa da qual não abro mão é de escolher onde vou sentar, pois devido à todos os fatores que aqui vou listar, acredito que seja o fim do mundo sentar no fundo da aeronave. Porém, existem pessoas que além de não estar nem aí pra isso, deixam pra ver onde vão sentar depois que já entraram. E até eles descobrirem que além de letra tem número, o embarque vai ficando mais lento. Isso sem contar quando não acham no bilhete essa informação e voltam até à aeromoça para perguntar. Aff!

Pior que isso é quando uma destas criaturas vê errado e te dá um susto dizendo: esse lugar é meu! Arghhhhh. Você olha no bilhete e descobre que a pessoa está confundindo com o assento da conexão ou outra coisa.

5- Querer só embarcar pela porta dianteira 

Com certeza prefiro a comodidade dos fingers tanto para embarque quanto desembarque, porém, com a situação dos aeroportos brasileiros ter um desses é luxo. Contudo acredito que o embarque acaba sendo mais ágil quando as pessoas podem entrar pelas duas portas da aeronave, que só é possível quando não tem a plataforma.  Ou, melhor dizendo, deveria ser mais ágil. O que acontece em grande parte das vezes, é que as pessoas, mesmo estando sentadas lá na fila 29, insistem em entrar pela porta da frente, mesmo com o aviso do pessoal de terra. Resultado: processo mais demorado.

6 – Insistir em ficar com o celular ligado

Parece que tem gente que adora se sentir espertão e continuar usando o celular após o fechamento das portas da aeronave. O engraçado é observar essas pessoas, que ficam tentando disfarçar e se esconder da aeromoça. Eu não acredito que um celular apenas derrube um avião, mas, mais uma vez, como é regra para a segurança de todos, pra que tentar “enganar” os comissários? Se está do meu lado, eu falo mesmo: não ouviu que é pra desligar o celular? Eu hein…

7 – Apressadinhos do desembarque

Acho que foram pouquíssimos os voos que já peguei no qual não apareceu essa figurinha carimbada. Sempre que o avião pousa, os comissários falam: permaneçam sentados, com os cintos afivelados até a parada total da aeronave. Entretanto, sempre tem o figura que levanta e começa a pegar a bagagem de mão. Nesse instante, os comissários dão outro aviso, todos os demais passageiros olham pra trás pra ver quem é o manézão que tá levando bronca. Sem brincadeira, acho que já vi essa cena mais de 50 vezes na vida… Pra quê este tipo de atitude?

Ufa! Ufa! Desabafei, mas é claro que existem muitas outras coisas que nos deixam maluquinhos nas viagens. O jeito é saber lidar com as situações e não deixar que elas estraguem todo o lado bom de viajar.  Além disso, não podemos de deixar de ter esperança de que um dias as pessoas pensar no bem-estar geral e deixem de fazer essas pequenas topeirices que não são boas pra ninguém no final da história.

E para aguentar tudo isso semanalmente, como tem sido meu caso, nada melhor que uma boa dose de pacientol na veia 😉

Anúncios

6 Comentários

Arquivado em Blogagem

6 Respostas para “7 coisas que me irritam em viagens

  1. Oi Thaís!
    Adorei o post e me identifiquei com todas as situações descritas!
    Acredita que quando voltei da Espanha tinha um passageiro brasileiro que bebeu várias garrafas de vinho durante o vôo e ficou bêbado?!! Atormentou todo mundo, ficava em pé na hora da turbulência e quando o avião aterrissou foi logo tirar as bagagens de mão do compartimento superior. Todos os passageiros e comissários ficaram muito irritados com o sujeito sem noção. E depois reclamam que os brasileiros são mal vistos lá fora…
    Beijos

    • Olá, Iza!! Realmente tem muita gente sem noção nesse mundo de viagens…. Com esse seu comentário tive uma outra ideia, de escrever as peripécias que aprontam em voos internacionais… Aff! Quando estava voltando da Europa na noite de ano novo, um time de basquete brasileiro estava a bordo e começaram a cantar e fazer o maior escândalo… que vergonha!!! Obrigada pelo comentário, bjs

  2. Olá Thaís,

    Muito bom seu artigo e seus relatos, mas assim como você, permita-me citar alguns outros problemas em viagens de avião que acontecem sempre.

    A grande praga no geral é o uso do jeitinho brasileiro, porque as pessoas acham que assim vão conseguir sempre burlar as regras e obter vantagens diversas. Enquanto esta praga existir, o Brasil nunca será primeiro mundo.

    Não tem coisa mais chata no aeroporto do que o seu voo atrasar e você procurar um funcionário da cia aérea em busca de informações e este estar irritado, mal informado, com preguiça, etc. Não presta as informações como deveria ou então fala com tom mal educado.

    Dentro do avião uma coisa que me irrita bastante é criança chata e pais “sem noção”, os pais não querem, não conseguem e fazem questão de deixar os pestinhas soltos, então, eles gritam, choram, correm pelo avião, pulam nos demais passageiros, enfim, a falta de respeito é total.

    Você falou do celular, mas outra coisa que irrita bastante é gente usando tablet, mp3 player ou notebook para ouvir música, assistir filme, ou outros, com o volume alto. Além de ser mal educada, a pessoa não sabe respeitar os direitos dos outros.

    O mesmo serve para pessoas que conversam quase gritando e não deixam os demais passageiros dormirem, descansarem, etc.

    Um abraço,

  3. Jussara

    Concordo com tudo, Thaís! Eu raramente faço fila pra embarcar, então nem ligo para os furões. Ao fim e ao cabo tanto faz entrar antes ou depois, então geralmente espero a manada embarcar. rs E quem senta no lugar errado? Um saco. Eu gosto de ir na janela, e esses dias tive que ceder meu lugar pq a mulher deixou o filho dela sentar lá, mas os assentos deles eram no meio e no corredor. Tb só deixei pq era criança (e educada).
    Eu raramente levo bagagem de mão, apenas minha bolsa, e sempre a coloco embaixo do assento da frente, acho mais prático que colocar em cima, e me sinto mais segura.
    Os apressadinhos do desembarque me irritam mais, todos querem sair de uma vez, ninguém quer dar passagem. Geralmente, eu tb espero a maioria sair.
    Tb acho que um celular não derruba um avião, mas regras são regras e existem para ser cumpridas. Eu sou do tipo que entra, dependendo mando uma msg avisando alguma coisa e já desligo, nem espero eles avisarem.

    Concordo tb com o Turismo e Variedades. Criança mal educada é muito desagradável. Uma vez, fui com uma pirralha batendo na minha poltrona a viagem inteira! Eu olhava pra trás, mas os pais não faziam nada. A mãe estava com um bebê no colo, quem “tomava conta” (tomava?) era o pai. Daqui até SP são 2 horas e 15 minutos de voo. Um saco! Acho que nessas horas seria bom chamar um comissário e pedir pra intervir, quem sabe passando carão os pais resolvam tomar atitude? Sei lá. Só sei que é MUITO irritante.
    Gente conversando alto tb é horrível, principalmente qdo o voo é mto cedo e a gente quer dormir. Uma outra vez aconteceu comigo tb (na verdade, mais de uma vez). Eu cheguei ao meu destino moída, e dei uma olhada feia pra cara da mulher na esteira da bagagem; eu sabia que ela é quem tinha ficado conversando.
    Funcionário que atende mal, dá informação errada ou demonstra irritação e ás vezes até arrogância é muito desagradável tb. Afinal, eles não estão nos fazendo nenhum favor. Tudo bem que tem muito passageiro chato, sem educação (vejo muito isso), mas não é motivo para descontarem em todos.

    • Olá Jussara!! Mais coisas que temos em comum, rsrsrs. Vejo que é praticamente impossível não se irritar com esses tipinhos que sempre estão presentes em viagem de avião. Gostei de sua ideia de chamar a comissária para intervir junto aos pais de crianças mal-educadas, acho que é a única forma de contê-los. Creio que todos nós temos mil e um exemplos de situações que nos aborrecem em viagens, mas mesmo assim continuamos viciadas nisso, rsrsrs. Mas que seria bem melhor se todos usassem o bom senso, como seria…. Beijinhos e mais uma vez obrigada por contribuir com o blog! 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s