Portugal: primeiras impressões

Ufa! Após um ano e oito meses sem férias, finalmente elas chegaram. Partimos de Curitiba rumo ao rio de Janeiro no horário, mas ao chegarmos no Galeão fomos informados de que nosso voo rumo à Lisboa estava atrasado em uma hora e meia. Aff!

Tínhamos escolhido partir do Rio para tentar fugir do caos de Guarulhos, mas ainda não sei dizer qual dos dois aeroportos consegue ser pior. Apesar de não ter tanto movimento quanto São Paulo, a parte internacional do Galeão me decepcionou pela falta de estrutura. Como pode um terminal inteiro ter apenas uma pequena lanchonete? Pelo menos em São Paulo você tem algumas opções de alimentação, por mais que sejam caras e  com pouca variedade.

Nosso voo partiu por volta de 2 horas da manhã, mas o piloto informou que nossa chegada só seria impactada em 40 minutos e foi isso que aconteceu. Meio dia e meia já estávamos em Lisboa.

Voamos de TAP, num avião velhinho e sem muita opção de entretenimento a bordo. Era tão ruim que nem perdi meu tempo com ele. Estava cansada e consegui dormir pelo menos umas 4 horas. As opções de refeição eram quer ou não quer? Haha, nada de escolher entre frango, carne ou massa, como acontece na TAM, Lufthansa ou Swiss. Felizmente era frango e a comida estava razoável. O que se destacou para mim foi o café da manhã, que tinha uma boa variedade de alimentos.

O aeroporto de Lisboa foi reformado recentemente e é digno de padrões europeus. Passamos pela imigração e logo seguimos para o saguão onde sacamos dinheiro e fomos em busca de um táxi.

Só pegamos táxi porque estávamos em 4 pessoas, com 3 malas grandes e estava chovendo um pouco. O aeroporto é servido pela linha vermelha do metrô e é muito fácil chegar até o centro gastando menos de 2 euros por pessoa. Nosso táxi deu 30 euros até o centro (já contando a taxa de bagagem).

A primeira boa impressão de Portugal foi dada pelo nosso taxista, senhor João, que foi extremamente simpático e conversador.

Como nosso apartamento se localizava no centro histórico, ele nos avisou que não poderia nos deixar na porta, pois como a rua era muito estreita, o carro não conseguiria retornar. Mas faria o possível para nos fazer andar  menos na chuva.

Seguimos o endereço e lá chegamos. Se eu não tivesse olhado bem as fotos no Homelidays e no Google Street View, teria ficado um pouco assustada com a fachada. Mas sabia que por dentro a impressão seria outra.

O senhor Paulo, proprietário do imóvel, se atrasou um pouco mas logo chegou para nos dar as boas-vindas. Ao abrir a porta, ficamos encantados com a beleza e estrutura do apartamento que reservamos para 4 pessoas por 180 euros, 4 diárias. Meu primeiro pensamento foi: eu realmente adoro o site Homelidays!

O apartamento tinha sala, 1 quarto, cozinha e banheiro. Todos os cômodos eram equipados e tínhamos desde máquina de lavar louça e roupa, até Cds e DVDs de filmes caso quiséssemos assistir.

O que chamava realmente a atenção era o charme da decoração. Tudo muito lindo e ajeitadinho.

Além de toda a recepção, ainda nos trouxe um pão fresquinho, vinho, torradas, frutas e algumas bolachas. Em nenhum hotel teríamos tanta gentileza por esse preço.

Fizemos o pagamento, nos instalamos e logo seguimos para começar as nossas aventuras em terras portuguesas.

Primeiras impressões de Portugal? Dos portugueses, muito boa. Da cidade, pelo pouco que vi até aqui não achei muito com “jeito” de Europa… vamos ver no decorrer dos dias quais serão minhas percepções.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Europa, Portugal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s