Aruba: parte 2

Em nosso segundo dia em Aruba, acordamos mais tarde e resolvemos tomar café da manhã no hotel. Custava 11 dólares, mas valeu a pena. Nada de padrões brasileiros (é óbvio), mas o suficiente para matar a fome. Como tínhamos que fazer checkout, negociamos com o dono da pousada um quarto para tomarmos banho mais tarde, visto que à noite embarcaríamos para Curaçao. Muito gentilmente ele nos ofereceu banheiro e toalhas.

Não podia sair de Aruba sem tirar foto com os famosos divi-divis de Eagle Beach. Portanto, nossa primeira parada do dia foi por lá. Aeee! As árvores ainda estavam liberadas e felizmente conseguimos nossos cliques com elas.

DSC08925 DSC08923

DSC08911 DSC08915

Continuamos o nosso passeio pelo farol Califórnia, que apesar de não ter nada demais, tem uma bonita vista da ilha.

DSC08928 DSC08933

De lá, voltamos para a praia de Arashi, que foi nossa favorita do dia anterior e lá ficamos boa parte da manhã. Nesse dia, aproveitamos para fazer snorkel por ali. Menos peixes que Boca Catalina e Baby Beach, mas foi legal. Estendemos nossa toalha numa sombra e ficamos curtindo o gostinho de não fazer nada com a linda paisagem a nosso redor.

DSC08934 DSC08935 DSC08941 DSC08980

Só saímos da praia para almoçar e dessa vez, encontramos o Taco Bell, minha segunda rede de fast food favorita, aberto. Estava muito calor e podermos ficar por alguns instantes no ar condicionado foi excelente.

DSC08997

A praia escolhida para passarmos a tarde foi Eagle Beach, mas procuramos ficar na ponta mais calma da praia, longe dos jet skis principalmente.

DSC08999 DSC09000 DSC09010 DSC09020 DSC09033

Montamos nosso acampamento por ali e ficamos contemplando a linda praia por algumas horas. O mar extremamente azul, a areia muito branca e as barraquinhas amarelas fazem de Eagle um dos points de Aruba. E como a praia é bem extensa, você pode escolher se fica no fervo ou na calmaria. Eagle Beach, portanto, é a praia mais democrática da ilha em minha opinião.

Estando em Aruba, acostume-se a ver vários lagartos por todos os lados. Eles não fazem mal algum, só assustam de vez em quando, hehe. Lá na Eagle consegui fotografar um mas os bichinhos são bem ligeiros e com isso fazem um barulhinho característico.

DSC09019

Com aquele calorão, voltamos para Oranjestad para comprarmos um imã de geladeira para nossa coleção. Andamos por várias lojinhas até encontrarmos um de nosso gosto.

Aproveitamos o passeio por ali para fotografarmos o centrinho da cidade. Por estar localizado bem próximo de onde desembarcam os navios de cruzeiro, aquela parte parece ter sido construída especialmente para estes turistas. Mas, para mim não tem mal algum, pois os prédios são bem conservados e é uma delícia bater perna por ali. Encontramos muitos turistas de cruzeiros, mas nada que gerasse caos.

DSC09035 DSC09037 DSC09050 DSC09051 DSC09052

Após registrarmos os principais pontos, fomos para o hotel tomar banho e nos preparar para irmos para o aeroporto. Antes disso, passamos no centro comercial Renaissance para tomar um sorvetinho na Häagen-Dazs. Com malas prontas seguimos para o aeroporto onde ainda tínhamos que devolver o carro.

Algumas pessoas devem estar curiosas para saber das lojas e preços de Aruba, mas quem já me conhece sabe que não sou consumista e nem olhei preço de nada por lá. Lojas de grifes existem aos montes tanto no centrinho quanto nos shoppings, mas esse não foi meu foco da viagem.

Devolvemos o carro e fomos procurar o checkin da Inselair. Para vocês terem ideia da quantidade de americanos que frequentam a ilha, o aeroporto tem dois blocos: uma parada destinos internacionais exceto EUA e outro somente para voos que tenham como destino cidades americanas.

O checkin ainda não estava aberto e enquanto isso ficamos aguardando do lado de fora. Antes do embarque não há muito opção de locais para sentar. Quando abriu o guichê da Insel Air, tivemos uma desagradável surpresa (porque não pesquisamos antes de ir, é claro).

Nos tickets para Curaçao não estão incluídas a taxa de embarque e você precisa pagar quando faz o check in os 35 dólares por pessoa! Uia! Achamos que tínhamos pago barato o trecho Aruba-Curaçao mas no final das contas saiu caro. Fazer o que? Não tínhamos outra opção naquele momento.

Aruba já estava ficando para trás, mas foram 3 dias incríveis. Fiquei refletindo sobre quão bem fez para o turismo da ilha a forte presença dos americanos. Tudo muito preparado para o turismo, do jeito que eu gostaria que fosse o nosso nordeste. As praias são maravilhosas e minhas favoritas foram Arashi e Baby Beach. Item obrigatório para quem vai pra lá, além de muito protetor solar, são as máscaras de snorkel. A beleza da ilha se completa com a riqueza de sua fauna marinha. A marca “I love Aruba” realmente expressa o que a maioria dos turistas sente estando naquele paraíso. E dizer que é uma ilha feliz é o mais perfeito de seus clichês.

Logo que entramos na área de embarque ficamos surpresos com a infraestrutura do aeroporto. Dá de 10 a zero em muitos brasileiros. Várias (e caras) opções de lanchonetes e lojas, além de ter wifi grátis.

Ficamos aguardando nosso voo e no horário embarcamos. O avião da Inselair com certeza é um dos mais velhos em que já entrei na vida. Pena que não lembrei de tirar fotos. Porém, o voo foi o mais curto que já peguei também e quando ia começar a sentir medo da lata velha, logo estava no solo. Ufa! Chegamos em Curaçao sãos e salvos.

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Aruba, Caribe

4 Respostas para “Aruba: parte 2

  1. Lindas fotos, especialmente a do farol com o ônibus, adorei!
    Ah, eu também amo a Taco Bell… Sou vegetariana e eles já me salvaram da fome em viagens, pois dá pra montar algumas opções bem nutritivas, sem carne! =D
    Beijos,
    Lidia.

  2. Nannie Duarte

    Estou devorando seu blog! PARABÉNS!!!
    Irei em agosto próximo para Curaçao e Aruba. Estou preocupada com esse lance do voo da inselAir não estar com as taxas inclusas. Vc sabe se de Curaçao para Aruba tb não está? Pq pelo que entendi na hora da reserva, pensei que estivesse tudo incluso. Gostaria de uma ajuda sua quanto a hospedagem. Pensei em Aruba em ficar em Palm Beach no Cariña’s studio-apartments, eu gostei muito do seu hotel. Tenho uma questão, sou diabética e preciso estar perto de supermercados onde eu possa comprar minhas coisas, já que aquelas maravilhas de café da manhã para mim são VENENOS! Perto do seu hotel tinha supermercados? Em Curaçao pensei no Hotel Scharloo N. van den Brandhofstraat 12, 0000AA Willemstad. Tem como me dar uma luz?
    Beijos, Nannie

    • Olá, Nannie! Não sei te informar sobre a taxa partindo de Curaçao, mas me lembro que lá no aeroporto existem alguns destinos que precisam de pagamento de taxa. Com certeza ficar em Palm Beach é uma excelente opção, pois estará perto de tudo. Para ir ao mercado precisávamos ir de carro, mas mesmo em Palm Beach não vi opções.Dei uma olhada no site do hotel Scharloo e é muito bem localizado. Ficaria nele com toda a certeza. Espero que faça uma excelente viagem e muito obrigada pelo comentário. Qualquer outra dúvida, é só me acionar, rsrs 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s