Carnaval em Buenos Aires: parte 1

Madrugamos no sábado para podermos chegar no aeroporto de Curitiba às 5 e 30 para embarcarmos rumo à Buenos Aires. O voo saiu no horário e só atrasou um pouco a chegada porque o aeroporto de Guarulhos estava com muito tráfego aéreo. Porém, ao nos dirigirmos ao embarque internacional quase tivemos um troço ao vermos o tamanho da fila. Absurdamente enorme e o desespero bateu ao vermos no painel de voos que já estava anunciada última chamada para o nosso. Tentei falar com a TAM e nada, só disseram para aguardar.

Ficamos 1 hora e meia na fila, angustiados e já pensando nas piores possibilidades. Pelo menos notamos que nosso voo era pro Aeroparque e não para o Ezeiza como havíamos imaginado. Felizmente a TAM nos aguardou e embarcamos rumo à Buenos Aires com apenas 40 minutos de atraso.

Chegamos no Aeroparque e nossa intenção era pegarmos o ônibus para seguirmos para o centro. Porém, como só são aceitas moedas para esse transporte, não conseguimos trocar e tivemos que pegar um táxi que saiu 60 pesos.

Chegamos no hotel e decidimos dormir um pouco antes de sairmos, pois estávamos podres de cansaço. Após 2 horas de soninho revitalizante, saímos caminhando pela Av de 25 de Mayo em busca de algo para almoçar. Estava muito calor, como jamais imaginei que fizesse em Buenos Aires.

Já nos primeiros passos, relembrei o quanto é gostoso caminhar pelas ruas arborizadas de Buenos Aires. Acho uma delícia!

DSC09541

Passamos em frente ao famoso Café Tortoni, que não tínhamos visto em nossa última visita.

DSC09540

A parada para nosso almoço foi no Mc Donald’s. De lá seguimos para a Casa Rosada, que com céu azul de fundo fica bem mais charmosa. Tiramos algumas fotos por ali e resolvemos entrar lá, visto que em nossa visita anterior ela estava em reforma.

DSC09546 DSC09563

Descobrimos que havia visita guiada grátis e é claro que fomos pegar nossa senha. Os grupos partem de 10 em 10  minutos e o tour dura 1 hora. A guia explicava em espanhol e em inglês.

DSC09564

O primeiro salão a ser visitado foi o salão azul, com as cores da bandeira argentina.

DSC09571

Em seguida, subindo as escadas, fomos para o salão das mulheres argentinas e para a galeria dos famosos. Que eu conhecia, tinha o Maradona, o Messi e a Mafalda 🙂

DSC09575 DSC09577 DSC09585 DSC09586

A visita também passa pelo salão Eva Perón de onde é possível passar  pela sacada da Casa Rosada e ver exposto um vestido usado por Evita.

DSC09607 DSC09608 DSC09610

O momento “uau” da visita é quando se chega ao salão branco, o ponto mais bonito da Casa Rosada. Bem conservado, impressiona pela beleza e bom gosto da decoração.Eu e o Loedi ficamos na porta observando a surpresa das pessoas ao entrar.

DSC09618 DSC09619 DSC09620 DSC09624

A visita é muito legal e eu recomendo! A guia era extremamente simpática e atenciosa, respondendo a todas as dúvidas dos visitantes. Pontos para a hospitalidade argentina.

De lá, seguimos para a região de Puerto Madero, que foi um dos lugares que mais gostamos na visita anterior. E com sol, ficou mais bonito ainda.

DSC09648

Caminhamos bastante por ali, observando os muitos turistas desfrutando do sábado de sol. Como não somos de ferro, paramos na clássica sorveteria Freddo para tomarmos o sorvete mais caro do mundo, hehe. Mas valeu a pena!

DSC09652

Dessa vez, fomos andar pelo outro lado do rio que é mais moderno e parece ser mais comercial.

DSC09655 DSC09658 DSC09659

Atravessamos a linda Ponte de la Mujer e nos sentamos numa vendinha para nos hidratarmos.

DSC09663

Eram quase 6 da tarde e o sol ainda estava bem forte. Demos mais uma passeada por Puerto Madero mas o cansaço+calor venceram e decidimos encerrar nosso passeio.

DSC09665

Como queríamos passar no supermercado, fomos caminhando em direção ao metrô e seguimos para a região em que ficamos hospedados da outra vez onde sabíamos que tinha um Carrefour. Passamos, compramos o que precisávamos e logo voltamos para o hotel.

Para uma tarde, aproveitamos bem nossos momentos iniciais na capital argentina e conseguimos ver várias coisas novas na cidade. O que nos assustou nesse primeiro dia, além do calor, foram os preços das coisas. Parece que tudo está tudo mais caro do que em nossa primeira visita.

Jantamos no hotel e fomos dormir bem cedo.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em América do Sul, Argentina, Buenos Aires

2 Respostas para “Carnaval em Buenos Aires: parte 1

  1. Gostei, muito legal!!
    A visita a Casa Rosada é sempre gratuita ou existem dias específicos?
    Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s