Hong Kong: a Avenida das Estrelas

Em nossos primeiros passos pela cidade, já notamos que estávamos num lugar totalmente turístico, com todas as informações em inglês e tudo muito bem sinalizado. Nossa primeira impressão é que estávamos na “Disney” da Ásia, de tão fácil que é de andar por lá. Brincamos também que para se perder na área turística de HK tem que ser muito esperto, haha.

DSC01912

Estávamos muito próximos da Avenida das Estrelas, ou Calçada da Fama de Hong Kong, que fica em Kowloon e de onde se têm as melhores vistas de Hong Kong. Essa foi nossa primeira parada. Ao nos depararmos com a baía, o uau foi imediato. Aquela imagem que sempre tínhamos visto na TV ou na internet estava bem ali na nossa frente!

DSC01678

Como vocês vêem , o tempo estava bem carregado e fomos correndo para a Avenida das Estrelas para conseguirmos tirar fotos antes da tempestade chegar.

O local nada mais é do que uma calçada da fama onde estão as marcas de vários artistas chineses que eu nunca ouvi falar na vida. O mais legal para nós ocidentais é a placa do Jackie Chan e do Bruce Lee, que provavelmente serão os únicos famosos para a gente.

DSC01687

DSC01655 DSC01657 DSC01659

Outro ponto alto é a estátua do Bruce Lee, onde todos param para tirar uma foto fazendo uma pose de kungfu. É claro que nós também quisemos pagar esse mico!

DSC01661 DSC01662 DSC01671 DSC01703

Além disso, a calçada que beira a linda baía de HK tem vários outros ícones para você parar e tirar foto, todos relacionados ao cinema. Tudo bem conservado e bonitinho de se ver.

DSC01676 DSC01679

Enquanto a chuva não chegava, fomos aproveitando o local, e quando pensávamos que já não seríamos mais abordados para tirar  fotos com os chineses, tchanammmm. Um doido quase agarrou o Loedi implorando por uma fotinho. Aí quase formou fila, hahahaha. Todos que estavam na mesma excursão também quiseram. Momento de estrela de Loedi Almeida!

DSC01674

Logo após esse momento de fama, a chuva despencou e aproveitamos para tomar café num Starbucks que tinha por ali.

DSC01681 DSC01683

Para nossa sorte, foi só uma pancada e logo o sol voltou a brilhar entre as nuvens Fizemos o caminho de volta pela calçada da fama, aproveitando para tirar mais e mais fotografias.

DSC01742 DSC01752 DSC01762 DSC01771 DSC01780

Na outra ponta da calçada, encontramos a Clock Tower, outro ícone da cidade. A torre de 44 metros de altura era uma parte do terminal de Hong Kong. Quando estivemos lá, a paisagem estava enfeitada com as famosas lanternas chinesas que estavam ali exibidas por conta de um festival.

DSC01789 DSC01790 DSC01791 DSC01793

Uma vez que já tínhamos conhecido um pouquinho do lado de cá da baía, resolvemos pegar o ferry e seguirmos para a Hong Kong de verdade. Como tudo até então, foi muito fácil entendermos o que tínhamos que fazer para comprar o token do transporte. Aí foi só seguir as placas e ser feliz 🙂

DSC01795 DSC01797 DSC01798 DSC01799

Além do ferry, também é possível ir de um lado para outro por metrô que é bem mais rápido. Porém, por meio subterrâneo você não tem a linda vista, que por si só vale a viagem. Ir se aproximando lentamente dos arranha-céus é demais.

DSC01800 DSC01806

E se a aproximação já é legal, imagina estar entre eles? É o que vou contar no próximo post sobre Hong Kong, que só nesta primeira manhã já tinha nos feito pensar que facilmente moraríamos por lá.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Ásia, China, Hong Kong

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s