1 hora em Porto Seguro

Esses dois dias em Arraial nos deu apenas o gostinho do que é o lugar, mas já foi o suficiente para darmos um oi aos highlights da região. No domingo, pegamos a balsa de volta para Porto Seguro e lá embarcados ficamos pensando em quão fácil seria ter uma ponte ligando os dois destinos, em quanto falta de infraestrutura e todas essas outras coisas que ficam extremamente visíveis para quem conhece outros lugares com menos potencial e melhor aproveitados mundo afora. A balsa estava lotada, mas como chegamos cedo conseguimos partir no horário que pretendíamos.

DSC04787 DSC04789

Como tínhamos tempo antes de nosso voo, decidimos ir conhecer o Centro Histórico de Porto Seguro, afinal de contas, o local teve papel importantíssimo na história do Brasil. Seguimos as placas e facilmente achamos. Logo no estacionamento, notamos a precariedade de conservação dos monumentos.

DSC04791 DSC04792

Outra coisa que nos chamou a atenção foi a quantidade de adolescentes em excursões por ali, bem ao estilo “estereótipo Porto Seguro” (só faltou o axé de trilha sonora 🙂 )

DSC04793

O local é cheio de barraquinhas vendendo cacau, pimentas, acarajés, pessoas vestidas de índios, artesanatos e várias outras mercadorias. Seguimos o fluxo, encontramos uma placa com sugestão de trajeto para pedestres e fomos conhecer um dos marcos do descobrimento do Brasil.

DSC04794

A palavra que melhor descreve o passeio pra mim foi decepção! Como pode, um lugar que recebe tantos turistas durante o ano todo, ser tão mal preservado? Além das construções mal conservadas, o mau cheiro, a sujeira e o clima de insegurança não contribuem para que o lugar tenha o brilho que deveria ter por sua importância histórica.

DSC04795 DSC04797 DSC04798

Fiquei tão mal impressionada, que nem fotos tirei por achar que não valeria a pena. Mais uma vez fiquei triste por ver o turismo no Brasil tão mal aproveitado. De lá, seguimos para o aeroporto e embarcamos de volta para Curitiba.

Mesmo tendo sido uma viagem express, serviu para tirar as seguintes conclusões: caso vá pra Porto Seguro, hospede-se em Arraial ou Trancoso, mesmo sendo um pouco mais caro. O charme das vilinhas valerá cada centavo! Não espere mar verdinho e não confie que sempre estará calor – já fomos para o Nordeste em quase todos os meses do ano e essa foi a ÚNICA vez que passamos frio. Não fui na passarela do álcool, não dancei lambaeróbica e não ouvi axé music, e digo que não me fez a menor falta 😉

Aproveite que o destino é um dos mais baratos do nordeste e planeje-se para conhecer esse pedacinho peculiar da Bahia 🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Bahia, Brasil, Nordeste do Brasil, Porto Seguro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s