Plitvice Lakes com criança

Coloquei esse título no post devido à falta de informações que encontrei na internet sobre esse passeio com a companhia de pequeninos. Espero poder ajudar aos próximos aventureiros (lembrando que nessa viagem Camila estava com 2 anos e 1 mês) Mas é claro que espero contribuir também com quem vai sem pimpolhos, e atiçar a curiosidade de quem nunca ouviu falar desse lugar 🙂

O Parque Nacional de Plitvice é o local mais visitado da Croácia, patrimônio da Unesco e com aquela fila que pegamos, imaginávamos que trombaríamos com multidões ao adentrar os portões. Para nossa alegria, nada disso aconteceu. Como há várias opções de trilhas, logo no início do caminho as pessoas seguem rumos diferentes e assim não há a sensação de lotação. Ficamos pensando que a demora na fila também possa ser uma estratégia para evitar o acúmulo de gente na entrada, quem sabe há  uma razão.

Andando poucos metros você já encontra uma rampa que é o início do caminho para descer aos “Lower Lakes”, Impossível não parar um pouco para admirar a paisagem e começar a pensar que daqui a pouco você estará lá embaixo, naquelas passarelas onde as pessoas parecem formiguinhas vistas do alto.

dsc08575 img_9245 img_9247 img_9248 img_9253

Outra coisa que impressiona logo de cara é a cor da água, com seus muitos tons de verde e azul. A vontade é correr para chegar lá embaixo e poder ver bem de pertinho a paisagem. Até então andar com o carrinho estava moleza, e a Camila curtindo muito com a gente. Ela não parava de repetir: gente, que cor de água é essa? Hahaha…. Copiando a fala da mamãe.

Como diz o ditado, para descer todo santo ajuda e assim foi bem fácil chegar ao nível dos lagos. Por mais que já tivéssemos visto fotos na internet, estar ali em cima das passarelas é algo incrível e é impossível não pensar: deixa eu tomar cuidado para não cair na água. E com criança o pensamento é: deixa eu tomar cuidado pra que ninguém caia na água, rsrsrsr. Nos poucos relatos que encontrei sobre esse passeio com crianças, em alguns vi casos de pequenos que cairam na água sem maiores problemas além de ficarem encharcados. Pensem no quão atentos nós ficamos!

dsc08576 dsc08577 img_9254 img_9256

E pra chamar mais a atenção dos pequenos, há muitos peixes naquelas águas transparentes. Se por um lado isso instiga ainda mais a curiosidade, por outro pode ser um bom motivo para eles ficarem no carrinho. Com a Camila foi assim! Cada vez que ela dizia que queria sair do carrinho, nós dizíamos que precisava ficar para ver mais e mais. Sorte que essa estratégia colou e ela ficou bem boazinha. A parte difícil de percorrer a trilha com o carrinho começou a chegar, com algumas escadas frequentes. Por enquanto conseguíamos subir sem tirá-la do carrinho e ela achava o máximo as trepidações.

dsc08588 dsc08591 img_9258 img_9259

Como as passarelas são estreitas e sempre há gente vindo e voltando, não paramos muito para tirar fotos. É tudo tão bonito que queríamos apreciar a paisagem, cuidar muito da Camila e as fotos ficavam pra segundo plano. Em alguns lugares transportar o carrinho ficou punk, e tínhamos que tirá-la do carrinho, um levá-la no colo e o outro subir escadaria carregando toda a tralha. Foram poucos trechos assim, mas que foram cansativos. Contudo, nada que atrapalhasse o passeio.

Apesar desses desafios, não nos cansamos muito na trilha e logo estávamos no meio do caminho, onde há uma espécie de praça de alimentação, banheiros, mesas e cadeiras para piquenique.

dsc08597 dsc08603

Almoçamos e demos o papá da Camila, recarregamos as energias e pegamos o barco em direção à parte alta dos Lagos. Entendemos o esquema observando os mapas do parque, pois até então eu só sabia da existência dos barquinhos, mas não para onde iam, rsrsr.

O passeio de barco é bem gostoso e dura cerca de 30 minutos. Aproveitamos para descansar as pernas e observar a paisagem. Para a Camila foi pura festa!

dsc08602 img_9274

O segundo barco é bem rápido e ao desembarcar você já percebe que tem outro ângulo de visão da paisagem. Por ali, andar com o carrinho foi bem mais fácil pois quase todos os acessos possuiam rampa ( de terra, é claro!)

img_9278 img_9279

Nos Upper Lakes, vários mirantes com paisagens lindas que complementam a beleza do que se vê lá embaixo. Entramos em quase todos, tendo que nos revezar muitas vezes devido à falta de segurança para os pequeninos (e um excesso de neurose meu, é óbvio!)

dsc08605 img_9283 img_9288 img_9293 img_9302 img_9307

Pegamos o trenzinho também incluso no ingresso e nosso passeio estava chegando ao fim. Apesar de termos pego uma das trilhas mais fáceis por causa do carrinho, acredito que se voltasse sem criança optaria por essa também. Tive a sensação, em determinado momento da caminhada, que as paisagens ficavam muito repetitivas (mas ainda assim lindas!) e por isso não encararia uma mais longa.

Esse foi mais um dia especial de nossas férias, onde estava realizando o sonho de conhecer um local que poucos anos atrás eu nem sabia que existia. A sensação de alegria, aliada à tranquilidade de ter dado tudo certo com a companhia de nossa pequena viajante foram os sentimentos perfeitos para definir aquela tarde.

Para finalizar, o meu veredicto sobre levar ou não carrinho para Plitvice: simmmm!!! Leve o equipamento que te garantirá muita tranquilidade para “domar” as ferinhas. Ajuste suas expectativas, tenha em mente que haverão momentos tensos e pesados, porém esses são minoria. Não consigo imaginar como teria sido nossa trilha sem esse item!

Pegamos o carro no estacionamento e logo estávamos na estrada de volta à Zagreb. Ainda tínhamos que arrumar nossas coisas pois no próximo dia seguiríamos para Dubrovnik, nosso próximo destino na Croácia 🙂

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Croácia, Europa, Plitvice Lakes

Uma resposta para “Plitvice Lakes com criança

  1. Lani

    Lugar lindo, Thais! Fotos lindas!!! PS: senti falta dos teus posts 😢 E, com essa água cristalina, quem não quer tomar um banho? Hahahahaha entendo perfeitamente a Camila 😂😂😂 Gosto de um banho de rio, mar, até por que, como a boa bajan que sou, se não gostasse de banho de mar seria um sacrilégio ter nascido no paraíso e não curtir uma praia, né? LOL depois desse post, vou colocar a Croacia na minha bucket list! 🤓 Vocês já conhecem o Peru? Saberiam recomendar um bom roteiro por lá? Tem voo para Lima saindo de Belém do Pará?
    Grata,
    Lani

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s