Chegando em Cartagena

Após adiar nossos planos várias vezes, finalmente chegava a hora de conhecermos mais uma país inédito na América do Sul: a Colômbia, mais especificamente a cidade de Cartagena das Índias que já constava em nossa wishlist há tempos. Conseguimos bons preços de passagens em julho/2016 e desde então contávamos as horas para embarcarmos.

A viagem começou com emoção, uma vez que quando fomos buscar nossos novos passaportes descobrimos que não estavam prontos para nosso embarque no dia seguinte (devido a problemas na Casa da Moeda). Após o desespero com a notícia, nos tranquilizamos ao saber que seria possível a emissão do passaporte de emergência e foi com esse documento que viajamos.

A Colômbia permite a entrada de brasileiros apenas com o RG, porém deve ter no máximo 10 anos de emissão. Em nosso caso utilizar o RG não seria possível por isso que precisávamos do passaporte.

img_0627

Nossa opção de voos foi Curitiba-São Paulo -Bogotá – Cartagena, numa jornada que durou cerca de 15 horas. Foi a primeira vez que encaramos 2 conexões com a Camila e foi mais tranquilo do que imaginávamos. Uma vez mais, ficou muito excitada com o “avião grandão”  e não dormiu no voo mais longo (GRU – Bogotá), porém ficou bem boazinha curtindo os desenhos do avião e o Ipad.

img_0652

Já ao chegarmos em Bogotá, logo que a colocamos no carrinho para passar pela imigração, a baixinha capotou. Nos surpreendemos positivamente com o aeroporto El Dorado de Bogotá e principalmente com a cordialidade do povo colombiano. Fomos orientados com muita simpatia sobre o caminho para a conexão e pra nossa surpresa, foram super gentis ao permitirem que deixássemos a Camila dormindo no carrinho ao passar no Raio-X.

img_0654

Nos dirigimos para a sala de embarque e logo fomos chamados como prioridade para entrar no avião rumo à Cartagena. Na Colômbia, consideram como prioridade crianças até 5 anos de idade sendo que aqui no Brasil é até 2 anos. Mesmo com todo o trajeto e barulho, Camila seguia dormindo e assim foi até chegarmos ao nosso destino final.

img_0655

O aeroporto de Cartagena é pequeno, porém muito organizado. Pegamos nossas malas, trocando alguns dólares na casa de câmbio na saída do embarque (péssima taxa, diga-se de passagem) e logo pegamos um táxi, que é a melhor opção para se deslocar até o hotel. Os preços dos táxis oficiais são tabelados e logo no final da fila há um guichê que te entrega um papelzinho com o valor final da corrida.

Em menos de meia hora chegamos a nosso apartamento e prontos pra descansar após a longa jornada. Estávamos exaustos, mas a Camila estava super feliz de ter finalmente chegado à Cartagena.

img_0657

Apesar da diferença de fuso, o ritual do soninho nem foi tão difícil após a maratona de 15 horas de viagem. Não via a hora de descansar para poder curtir com minha família mais um destino inédito. Acompanhem como foi nossa aventura nos próximos posts.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em América do Sul, Cartagena, Colômbia

2 Respostas para “Chegando em Cartagena

  1. Lani

    A Colômbia me pareci ser um lugar lindo, mas e as FARCs? Esse é o meu receio ao ir pra lá…é um medo justificado ou não? O q vc acha?
    Grata,
    L

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s