A lindíssima Cidade Amuralhada de Cartagena

Resolvemos aproveitar o dia 25/12 no ponto turístico mais famoso de Cartagena das Índias: a Cidade Amuralhada. Nosso táxi parou bem em frente à Torre do Relógio, que é a entrada principal do centro antigo e que merece uma parada para a foto.

img_0726 img_0733

Como chegamos cedo e ainda por cima num domingo de feriado, encontramos a região bem vazia e foi bem gostoso poder aproveitar a cidade sem muvuca. Logo de cara, ficamos impressionados com o estado de conservação das construções super antigas e só tivemos mais vontade de sair andando para conhecer mais do local.

img_0742img_0751

Procuramos pelo centro de turismo para procurar um mapa, porém não o encontramos e também não fizemos questão de procurar muito. Percebemos que andar sem rumo seria bem divertido, e Loedi nem estava tão eufórico por história como costuma ser. Nosso plano então foi caminhar, caminhar, caminhar, e assim curtir a deliciosa vibe da Cidade Amuralhada.

O primeiro ponto em que paramos foi a charmosa Plaza San Pedro Claver, onde há uma igreja com o mesmo nome, várias esculturas decorando o local e também muitas pombas, para a alegria da criançada!

img_0753 img_0756

Após um tempo por ali, nos enfiamos nas ruelas observando as lindas sacadas das casas, as flores enfeitando a fachada, o incrível colorido das construções. A única coisa que estranhamos foi a permissão para o tráfego de carros na região, que atrapalha um pouco o exercício da contemplação uma vez que as calçadas são bem estreitas. Para nós que estávamos com o carrinho, a atenção tinha que ser redobrada, mas nada que atrapalhasse o passeio.

img_0762 img_0763 img_0764 img_0765img_0768

Quando você acha que a paisagem está ficando parecida, encontra uma igreja, ou uma praça que te faz dizer várias vezes: que lugar massa!

img_0781 img_0771 img_0780

O calorão após as 10h da manhã era muito intenso, e para refrescar há vários ambulantes nas ruas que vendem frutas picadas (deliciosas), bebidas, suco de limão, água de côco e muitas outras opções. Os preços variam muito, mas ainda assim não são tão caros. Teve momentos em que entramos em alguns supermercados apenas para aproveitar o ar condicionado e dar uma refrescada. Para o almoço da Camila também fizemos esse esquema.

img_0750 img_0777 img_0776

E já que não tinha condições de continuarmos caminhando com as altas temperaturas, procuramos um restaurante com boa aparência e entramos para passar um tempo num clima agrádavel e também para almoçar. Ficamos quase duas horas no restaurante/lanchonete La Brioche, tomando sucos bem gelados e comendo um hamburguer delicioso. Após o descanso, fomos ao Parque Centenário em busca de ver o famoso bicho preguiça que vive por lá. Encontramos o bichinho, mas ficamos tão decepcionados com o estado de conservação do lugar que nem lembrei de tirar fotos. Nessse intervalo a Camila já havia capotado no carrinho e nós aproveitamos para curtir mais um tanto de ar condicionado em uma sorveteria.

img_0792 img_0793 img_0796 img_0797img_0799img_0800

Ficamos o dia todo nesse vai e volta delicioso pela Cidade Amuralhada, sem mapa, sem roteiro, sem nenhuma pretensão que não fosse aproveitar aqueles momentos maravilhosos. Ainda não estávamos satisfeitos porque faltava o passeio obrigatório pelas muralhas, para ver a cidade de outra perspectiva. Aguardamos até o sol baixar para não estar tão quente e também para podermos ver o pôr-do-sol.

Encontramos uma das entradas e logo estávamos caminhando pelas muralhas, com a linda vista das casinhas lá embaixo. Além disso, a brisa do mar refrescava as ainda altas temperaturas amenizando um pouco de nosso cansaço.

20161225_213507735_ios

20161225_213523015_ios 20161225_213527520_ios

Essa parte da muralha é totalmente acessível e bem fácil de se virar com o carrinho por ali. Mas nessas alturas no campeonato a baixinha queria mais é correr e subir em tudo que via pela frente. A paisagem por lá  é linda para qualquer lado que se olhe, seja pro mar, seja pros prédios de Bocagrande ou até mesmo para a construção em si.

20161225_213622670_ios 20161225_214144431_ios 20161225_214402139_ios 20161225_214706294_ios

O point por ali é o Café del Mar, lugar perfeito para apreciar o pôr-do-sol com um visual incrível. Como estávamos na ativa desde muito cedo, não fizemos questão de sentar lá para viver essa experiência, porém entramos na propriedade para garantirmos uma lembrança de um dos locais mais fotografados de Cartagena.

20161225_214746297_ios 20161225_214755406_ios

Vocês devem estar perguntando, mas e o pôr-do-sol ? Não vimos o espetáculo completo, mas o pouco que vimos já nos deixou extremamente felizes por termos encarado a maratona do dia e ter aguardado até esse horário.

20161225_220510376_ios

A dica para curtir a Cidade Amuralhada é chegar cedo e evitar os horários mais quentes, que são insuportáveis até para quem ama o calor, como eu. Em nossa estadia na cidade voltamos outra vez para essa região, pois o Loedi queria visitar o Museu da Inquisição. Chegamos, visitamos o local, fomos ao Parque Centenário para a Camila ver os bichinhos e não tivemos mais condições de aproveitar o passeio por dois motivos: as ruas lotadas e o calor! Ainda bem que tínhamos aproveitado bem na primeira visita 🙂

Cartagena tem mais atrações que a Cidade Amuralhada, porém, para mim, a viagem valeria a pena mesmo se só tivesse essa opção. Um lugar lindíssimo, bem conservado, com total estrutura para o turismo e uma vibe indescritível.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em América do Sul, Cartagena, Colômbia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s