Arquivo da tag: orlando com crianças

Primeiro dia em Orlando: Florida Mall e Disney Springs

Chegamos em Orlando na quinta-feira e reservamos a sexta para a “despressurização” pós-viagem. Conhecemos o condomínio, levamos a Camila ao parquinho, fomos ao mercado abastecer nossa geladeira e depois seguimos ao Florida Mall onde queríamos ir à loja da Apple. O foco do dia não era compras, mas sim um passeio mais light. Porém aproveitamos a ida até lá para passearmos no M&Ms World, na Disney Store e também na Crayola, que para mim são atrações mesmo que você não queira comprar nada.

As 3 lojas são uma perdição para crianças e adultos! Tudo muito colorido, músicas altas e milhões de “tranqueiras” para instigar o consumo. A frase que mais usamos foi: é só pra olhar e não pra mexer, rsrsrsr, mas no final das contas foi tudo bem divertido. A Camila é bem tranquila em relação à só mexer, observar e não pedir nada. Na cabecinha dela tudo é da loja e estamos ali só pra olhar as coisas e isso facilita muito esse tipo de passeio. Após esse rolê, almoçamos no shopping mesmo e depois decidimos sentir um “gostinho” de magia no Disney Springs.

O antigo Downtown Disney é um centro de entretenimento com muitas opções de restaurantes, lojas e mais lojas, espetáculos do Cirque du Soleil, cinemas e muitas outras opções. A vibe do lugar é muito boa e com estacionamento grátis fica melhor ainda.

Aproveitamos que a Camila estava dormindo para sentarmos na linda loja da Coca-Cola e curtir o agradável terraço. Ficamos observando a galera provar os variados sabores de Coca, porém preferimos não gastar nossos dólares com a experiência que parece ser o “must” por lá.

Uma outra atração da loja é o encontro com o Urso da Coca-Cola e é claro que fomos conhecer. A Camila ficou com medo e queria sair correndo da salinha, mas nós insistimos e conseguimos tirar pelo menos uma foto.

E depois dali, fomos caminhar e descobrir o que mais chamaria a atenção da baixinha. Como tudo é lindo, colorido e bem organizado, foi difícil decidir quais caminhos seguiríamos. Andamos sem rumo, entrando e saindo das lojas, parando para observar os sons e movimentos, tudo sem pressa e sem roteiro!

Nossa tarde foi super agradável por lá e quando vimos o dia já estava acabando. Aproveitamos para tirar mais algumas fotos e logo seguimos para o estacionamento.

A dica que sempre dou sobre o primeiro dia de viagem com bebês e crianças é: reserve um dia para que eles sintam que estão em outro lugar, que comecem a perceber as diferenças de horários, de nascer e pôr-do-sol. É claro que a adaptação não acontece logo na chegada, porém nossa experiência cada vez mais mostra que esse período inicial é fundamental. Em Orlando a diferença de fuso é pequena, porém em outros destinos sempre buscamos seguir os horários locais já no primeiro dia. Esse relax inicial também faz bem aos pais, que sem estar com um roteiro cheio de coisas para fazer, também podem curtir a tranquilidade inicial das férias.

Mas como já tínhamos curtido essa fase de “adaptação ao destino”, eu mal podia esperar pelo agito e andanças dos parques e estava já contando as horas para visitar o Seaworld no dia seguinte: tema do próximo post 🙂

2 Comentários

Arquivado em América do Norte, Estados Unidos, Orlando

Aluguel de apartamentos em viagens: nossa experiência em Orlando

Quem nos acompanha há mais tempo no blog sabe que desde que começamos a viajar para o exterior  já optamos várias vezes por apartamentos ao invés de hotéis. Fazendo uma rápida retrospectiva, já usufruímos desse tipo de hospedagem em Paris, Roma, Barcelona, Buenos Aires, Lisboa, Croácia, Eslovênia, Cartagena e mais alguns destinos nacionais. Em 2014, também nos hospedamos em um sobrado em Orlando, porém a diferença dessa vez foi que usamos o aplicativo da moda para fazer a locação: o Airbnb.

É claro que a cada vez que escolhemos um lugar para ficar dá um friozinho na barriga e uma certa ansiedade de pensar: será que é igual às fotos? Será que terá tudo que precisamos? Será que é seguro? E mais um montão de perguntas que rondam nossa cabeça às vésperas de qualquer viagem. Apesar de a maioria absoluta de nossas experiências terem sido positivas, sempre fico um pouco receosa e só sossego quando chego. Para Orlando o medinho era maior pois o apartamento que alugamos não tinha nenhum comentário no Airbnb, hehe.

Ao chegarmos no condomínio, mesmo sendo noite já notamos que tudo era bem organizado, sinalizado e com boa segurança. Um guardinha nos auxiliou a encontrar o bloco de nosso apartamento e logo estávamos com a chave em mãos. Ao abrir a porta já percebemos que tínhamos acertado em cheio na escolha! Uma sala super ampla, com bastante espaço pra Camila sentar e brincar.

Além disso, dois espaçosos quartos, cada um com seu amplo banheiro com banheira e pias enormes para acomodarmos todas as nossas coisas (como sinto falta de pia espaçosa, rsrsr). Por falar em opções de quartos, para mim uma grande vantagem do Airbnb é ter a opção nos filtros do site de quantos quartos você deseja. E agora que a Camila não precisa mais de berço, tudo ficou mais fácil. Basta ter um colchão que o resto nós damos um jeito.

A cozinha era super equipada, com um fogão de 6 bocas, forno, geladeira e freezer. Além disso, havia máquina de lavar louças, lavadora e secadora de roupas. Logo nas primeiros minutos já estávamos bem satisfeitos com nossa escolha. Para quem quer referência, o condomínio se chama Villa del Sol.

Após nos acomodarmos, logo fomos dormir após o intenso dia que começou às 03 da manhã. No dia seguinte, demos uma rolê no condomínio para ver a parte exterior e também para a Camila já ir se familiarizando com nossa “casa” dos próximos dias.

Outras vantagens do aluguel de apartamento via Airbnb: pagamento em reais e parcelado, opções variadas da horário de checkin e checkout (nesse caso era horário flexível para sair do local, o que achamos ótimo!) e chat direto com o proprietário. Para mim foi uma excelente experiência e daqui pra frente será nossa primeira opção de busca.

Vou finalizar citando, em minha opinião, quais as vantagens e desvantagens de optar por aluguel de apartamento ou casa ao invés de hotel, pois essa tem sido uma pergunta frequente tanto pra mim quanto para o Loedi.

Vantagens:

  • menor custo por pessoa comparado com hoteis
  • possibilidade de economia com refeições por contar com cozinha equipada
  • maior espaço para quem viaja com crianças
  • maior comodidade para quem viaja com crianças
  • viver como local por alguns dias (para quem gosta, é claro)
  • maior privacidade, pois ninguém entra em seu quarto (pra quem tem medo de roubo de malas, principalmente)
  • flexibilidade de check-in e check-out (em alguns casos)

Desvantagens:

  • não tem café da manhã (como sinto falta dessa mordomia, rsrs)
  • não tem limpeza de quartos (é um saco ter que dar uma varrida em plenas férias)
  • dependendo da opção, não há amenidades de banho (tem que levar sabonete)

Para mim e para nosso estilo de viajantes, as desvantagens incomodam sim mas as vantagens acabam compensando muito. É claro que às vezes reclamo de ter que cozinhar, lavar a louça ou de dar uma organizada no quarto para ficar habitável, porém sentir-se como se estivesse em uma “casa temporária” é bem legal.

Deixe um comentário

Arquivado em América do Norte, Estados Unidos, Orlando