Lago Bled: destino imperdível na Eslovênia

Foi a ver uma foto do Lago de Bled que decidimos incluir a Eslovênia em nosso roteiro de férias e é claro que estávamos com expectativa alta de logo conhecer um dos cartões-postais do país. De Ljubliana até a cidadezinha são menos de 60 km de estradas excelentes e paisagens lindas, emolduradas pelos Alpes Julianos.

dsc08446 dsc08447 dsc08448 dsc08449

Chegamos ao destino por volta de meio-dia e pegamos muito trânsito para entrar na cidade. Ficamos quase uma hora andando bem devagar até chegarmos ao centro. Apesar disso, foi fácil encontrarmos estacionamento e logo demos de cara com o lindo lago Bled. Paramos para dar comida para a Camila, aproveitamos um mercadinho para comermos algo e pouco tempo depois estávamos prontos para contemplar toda a beleza do local!

dsc08458 dsc08461 dsc08462 dsc08476 dsc08477

Num primeiro momento, eu não sabia o que me chamava mais a atenção: a incrível cor da água, a igrejinha lá no meio , o castelo no topo das pedras, o clima bucólico, ou o dia lindo, ou a felicidade de estar ali. Como tínhamos tempo para aproveitar tudo, fomos com calma olhando cada ângulo, caminhando na beiradinha do lago curtindo o calor delicioso. A Camila ficou eufórica e tivemos que tomar muito cuidado com ela, que estava doidinha para nadar, rsrsrs.

img_8853 img_8836 img_8859 img_8860 img_8861

E para a baixinha, tudo era festa. Tivemos que ir alternando momentos no carrinho = tranquilidade pra gente e períodos para ela correr e pular = correria dos papais, rsrsrsr. Como a caminhada era longa, algumas vezes ela se rendia e pedia para voltar para o abençoado carrinho. Haja água para aguentarmos o sol forte que fazia!

img_8924 img_8907 img_8891 img_8901 img_8892

A principal atração por ali é caminhar em volta do lago e acredito que para dar a volta toda seja bem demorado. Nós optamos por andar até onde a paisagem nos agradasse e as pernas aguentassem. Foi bacana o trajeto que fizemos pois pudemos observar os parques aquáticos à beira do lago com áreas próprias para banho, piscinas artificiais, parquinhos, área com areia e muitas outras atividades para as famílias curtirem. Muito legal a infraestrutura.

img_8882 dsc08471

Decidimos que andaríamos até ter uma boa visão da igrejinha, ou um pouco pra frente dela. Como as subidas começaram a ficar mais frequentes e já estávamos bem longe de onde havíamos deixado o carro, resolvemos tirar algumas fotos e encarar o caminho de volta.

dsc08463 dsc08465 dsc08470 img_8887 dsc08469

Para quem quiser, há vários barquinhos que levam até a igrejinha, mas não nos chamou a atenção esse passeio. Pudemos curtir muito sem gastar nada além de nossas calorias🙂

Quando voltamos, as nuvens haviam desaparecido e pudemos nos despedir do lago com essa linda vista dos Alpes Julianos (que até visitar a Eslovênia, eu nem sabia que existiam, hehe)

img_8930

Com a missão cumprida por ali, passamos no centrinho comercial dar uma descansada, chupar um sorvetinho e assim partir para o outro lago famosinho da região, o Bohinj que fica há 27 km de Bled.

No meio do caminho, me arrependi de ter encarado essa dobradinha devido à estrada que é extremamente sinuosa e mão única, o que faz o tempo de viagem aumentar um monte. Pra ajudar, a Camila dormiu e não pudemos descer para conhecer o local. Mas é claro que eu não poderia deixar de registrar os rápidos momentos que passamos por lá. Quando na vida eu imaginaria ter uma foto com esse letreiro que alguns dias atrás eu nem sabia que existia?

img_8948 img_8953 img_8954 img_8991

O lago Bohinj também é muito bonito, porém como as montanhas já estavam escondendo a luz solar, acredito que não consegui ver todo o glamour da paisagem. Para quem quer fazer os 2 lagos em um dia, sugiro começar cedo o passeio e talvez iniciar por esse que é mais distante.

É claro que a viagem da volta foi bem mais rápida e logo estávamos em Ljubliana de volta. E como tínhamos mais algumas horinhas de sol, ainda fomos curtir o Tivoli Park. Como já escrevi aqui mais de 600 palavras, escreverei num outro post como continuou nosso maravilhoso dia na Eslovênia.

E já sabe, né? Bled é destino obrigatório para quem vai para esses lados do mundo, pois vale muito a pena🙂

Deixe um comentário

Arquivado em Bled, Eslovênia, Europa

De Zagreb à Ljubljana (capital da Eslovênia) de carro

Fizemos a reserva do carro na Green Motion e assim que desembarcamos o funcionário estava nos aguardando para nos levar ao escritório que fica fora do aeroporto. O procedimento foi rápido e logo estávamos prontos para conhecer este lado da Europa. Utilizamos o Google Maps Offline para nos guiar e foi bem fácil encontrar a estrada que nos levaria para a Eslovênia. Como esperávamos, rodovias perfeitas e muito bem sinalizadas. Sendo assim, fomos curtindo os 140 km de paisagens novas sem nenhuma preocupação.

dsc08443

Essa foi a primeira vez que passamos pela imigração fora de um aeroporto e o procedimento foi bem rápido. Assim que chegamos em terras eslovenas, já paramos para comprar o Vignette que é um selinho obrigatório que você tem que comprar, como se fosse um pedágio. A opção mínima de compra é de 7 dias e custa 15 euros. Logo que você cruza a fronteira já visualiza o ponto de venda e o processo de compra é bem fácil.

img_8814

Como escrevi no post pré-viagem, decidimos ir para a Eslovênia por indicação de  leitores do blog e ainda na estrada já estava muito empolgada com esse país que ainda é desconhecido para muitos brasileiros. Ao chegarmos na área urbana, esse sentimento aumentou ao ver tudo muito organizado e bonito no caminho para nosso apartamento.

Após pouco mais de 1:30h de viagem, encontramos a proprietária do Ljubljana Center Apartament e ficamos encantados com a receptividade e simpatia da Sra Petra. Ela fez questão de nos explicar vários detalhes sobre a cidade e marcou todos os pontos que deveríamos visitar em um mapa. Com a propaganda que ela fez da cidade, eu já estava doidinha para sair e começar a desbravá-la. Porém, ainda tínhamos que ir ao mercado para garantir as refeições da baixinha. E foi isso que fizemos! Aproveitamos que tinha um centrinho comercial na mesma quadra do apartamento e logo fizemos as compras. Como já era quase hora do jantar, preparamos a comidinha da Camila, ela jantou e só depois que fomos começar a conhecer a cidade.

Caminhamos uns 20 minutos até chegar ao centro da capital eslovena e nesse percurso já ficamos surpresos positivamente com a cidade. Ao chegarmos à beira do rio com o mesmo nome da cidade e começar a perceber a vibe da cidade, virei para o Loedi e disse: quem nos indicou a Eslovênia acertou em cheio o tipo de lugar que amamos. Ficamos muito empolgados com Ljubljana ao chegar na região turística da cidade tanto pelas lindas construções como pelo clima de curtição do verão europeu. Pena que estava escurecendo e não tiramos muitas fotos.

img_8820 img_8822 img_8825

Estávamos em busca de um lugar para jantar, mas os restaurantes à beira do rio estavam lotadíssimos. Andamos nas ruelinhas charmosas e encontramos uma lanchonete com preços atrativos e acabamos comendo ali mesmo um delicioso (e gigante) hamburguer.

img_8830

Já era hora da Camila dormir, mas ela estava tão empolgada com o passeio que resolvemos dar uma esticadinha por ali antes de voltarmos ao apartamento. Já tinha amado logo de cara Ljubljana e comecei a pensar que havíamos programado pouco tempo para a cidade. No meio desse papo resolvemos checar as datas de nossas reservas e, por sorte, descobrimos que havíamos feito uma nhaca viajística: faltou reserva para um dia entre a Eslovênia e a Croácia (arghhhhhhh!!!). Preocupados, voltamos logo para o apartamento para tentar resolver essa situação. O bom foi que percebemos nesse dia e assim tivemos a chance de buscar um lugar para ficar nesse intervalo.

Apesar disso, nossa chegada à esse lindo país foi muito bacana e estávamos super ansiosos para começar a turistar por lá.

2 Comentários

Arquivado em Eslovênia, Europa, Ljubljana

Low Cost Vueling: nossa experiência de Barcelona à Zagreb

Em nosso planejamento, priorizamos gastar menos sem perder muito tempo e assim acabamos escolhendo voar para Zagreb (passagem mais barata e voo direto de Barcelona) e seguir de carro para Liubliana na Eslovênia, que levaria um pouco mais de uma hora. Em nossas pesquisas, descobrimos que duas companhias operam no trecho: a Croatia Airlines e a Vueling, sendo que os preços da empresa espanhola eram bem mais baixos.

Sempre que utilizamos cias low cost, meu maior receio é com a bagagem que além de paga, tem suas restrições levadas à risca tanto na Europa quanto nos EUA. Para evitar qualquer aborrecimento, compramos 3 peças antecipadamente e ainda tínhamos direito a levar gratuitamente o carrinho. Mesmo com o valor da bagagem, a Vueling saiu mais em conta.

Chegamos com bastante antecedência ao aeroporto (após o susto em Los Angeles acho que nunca mais arriscaremos), fizemos o checkin que tinha bastante fila e seguimos para a inspeção de raio-x que estava bem movimentada também. No aeroporto de Barcelona há raio-x prioritário para quem viaja com crianças e lá encontramos uma super ideia para quem viaja com os pequenos: um “chiqueirinho” para evitar que elas saiam correndo quando você tem que armar o carrinho, calçar o sapato, cuidar do celular e tantas outras atribuições. Uma mão na roda para os papais!! Camila dizia que era um pula-pula e nem queria sair de lá quando já tínhamos concluído nossa passagem pela inspeção.

img_8806

O embarque atrasou um pouco, tivemos prioridade no embarque por estarmos com carrinho, mas dali pra frente a experiência foi terrível. O ônibus que nos levaria até a aeronave se perdeu e demoramos muito para encontrar nosso avião num calor insuportável do meio-dia.

img_8807

Já embarcados, demoramos 1 hora para decolar e assim já se completava 1:40h de atraso do horário previsto. Sorte que tínhamos comidinha pronta para a Camila e todos os apetrechos necessários para mantê-la calma e feliz. Mas quer saber ? O que aprendemos nessa viagem é que ela nem se estressa, pois não tem a parte psicológica das coisas que não saem como imaginamos. Quem se irrita somos nós, hehe

img_8811

Após a decolagem, pudemos curtir o voo e almoçamos sanduíches vendidos a bordo que estavam muito gostosos e com preços não abusivos. Dali pra frente tudo foi tranquilo e logo chegamos à mais um país inédito: a Croácia. Confesso que nossa primeira impressão não foi muito boa, pois o aeroporto de Zagreb deixa muito a desejar…

img_9334

Porém, ao ter contato com o rapaz da locadora de carro e começar a andar por lá, logo mudamos de opinião. Acompanhem nossas aventuras nas Eslovênia e na Croácia nos próximos posts🙂

2 Comentários

Arquivado em Barcelona, Espanha, Europa

Último dia em Barcelona, com direito a passeio inédito: Parque de la Ciutadella

Continuando em nosso ritmo slow de viagem, acordamos, fomos caminhando até um centro comercial em busca de meias para a Camila (esquecemos de levar, hehe), passamos no supermercado, compramos almoço para preparar no apartamento e assim voltamos como se fôssemos locais. Sem a menor pressa, contando com o sol até altas horas, comemos em família e curtimos cada mordida da melancia de sobremesa.

img_8667 img_8673 img_8683

Antes de seguirmos para o destino do dia, fomos andando até a famosa igreja da Sagrada Família para fazer algumas fotos em família. Para a alegria da baixinha, havia um parquinho bem legal com vista para a construção e é claro que deixamos ela se divertir antes de embarcarmos no metrô em direção ao Parque de la Ciutadella.

img_8766 img_8704 img_8712

Após essa atração que já conhecíamos, seguimos para o parque onde encontraríamos a Sabrina. O parque de la Ciutadella foi inspirado nos Jardins de Luxemburgo de Paris e por muitos anos foi o único parque da cidade. Há várias entradas e nós ficamos aguardando em uma delas enquanto a Camila tirava seu gostoso cochilinho.

img_8731

Essa atração fica bem próxima ao Arco do Triunfo e por lá que comecei a caminhada procurando pela Sabrina. Após alguns desencontros, finalmente nos achamos e fomos desbravar o parque.

Pelo mapa, gostaríamos de encontrar o lago para a Camila ver os patos. Além de ficar doidinha dando bolachas para os bichinhos, aproveitamos e fomos dar uma volta de barquinho para a alegria da pequena e dos marmanjos, haha. Curtimos um monte a aventura🙂

dsc08421 dsc08425 dsc08427img_8735img_8737dsc08428img_8744img_8756

 Até ali já teria valido o passeio, mas a atração mais bonita do parque ainda estava por vir: a lindíssima Cascada Monumental, ou Gran Cascada. Fiquei boquiaberta ao vê-la e parei por alguns segundos para admirá-la. Para completar o momento mágico, um senhor fazia imensas bolhas de sabão para o delírio da Camila. Ficamos um tempão por ali admirando a paisagem e se divertindo com a alegria da baixinha se sentindo livre, leve e solta.

dsc08439 img_8757 img_8759 img_8764 img_8765 img_8794 img_8797img_8785

Já estávamos tristes de ser nosso último dia por ali, mas também ansiosos pelas novas cidades que iríamos conhecer. Para curtir mais nosso finzinho de estadia, sentamos numa lanchonete para descansarmos e nos refrescarmos pois aquele era o dia mais quente da viagem. Após tanta correria atrás das bolhas, a Camila se deliciou e se lambuzou com um refrescante sorvetinho.

img_8779 img_8780

Após uma merecida pausa, seguimos para a estação do metrô e voltar para nosso apartamento para arrumar as malas para partirmos no dia seguinte para a Croácia e Eslovênia.

Revisitar Barcelona foi incrível e encontrar nossa amigona por lá também. Continuo com a certeza de que essa é uma de nossas cidades favoritas da Europa e com certeza voltaremos mais vezes. Esse começo de férias confirmou nossa teoria de que cada vez fica mais divertido e fácil viajar com a Camila. Acho que o DNA de viajante está no sangue da família, hehe.

Deixe um comentário

Arquivado em Barcelona, Espanha, Europa

Um rolê sem roteiro por Barcelona

Após o zoo, seguimos para a região de Barceloneta, na beira-mar, para procurar alguma opção de almoço e encontrar a Sabrina. Como é gostoso andar sem rumo, sem pressa e sem ter que cumprir o roteiro cheio e pré-estabelecido que geralmente fazemos quando visitamos um lugar pela primeira vez.

img_8600

E andando sem rumo, encontramos um Burger King num centrinho comercial bem charmoso, próximo à Marina de Barcelona. Lá nos conectamos à internet, marcamos com a Sabrina e logo nosso encontro deu certo.

img_8602

Como a vibe da praia estava ótima, voltamos caminhando pela lindo calçadão e resolvemos parar pra deixar a Camila brincar na areia, pra gente se refrescar bebendo algo e claro que pra botar o papo em dia mais um pouco.

img_8605 img_8610

Após momentos deliciosos por ali, pegamos um ônibus e voltamos para a Rambla. Descemos no ponto errado, mas mesmo assim foi ótimo poder curtir a paisagem.

img_8643 img_8645

Para finalizar mais um dia na capital catalunha, decidimos jantar naquela região. Buscamos opções de baixo custo no Trip Advisor e encontramos um restaurante que super recomendo: o Tucco Real Food, que fica no Bairro Gótico. Nunca poderíamos imaginar encontrar dessa forma um lugar com comida boa, relativamente barata (8 euros o menu com bebida e sobremesa) e pra completar a felicidade, com um espaço para a Camila brincar! Ficamos de cara com tanta sorte, rsrsrsrs. Pudemos conversar muito e aproveitar demais nossa experiência gastronômica de baixo custo, haha.

img_8648 img_8651 img_8653

Satisfeitos e felizes, pegamos nosso caminho de volta e voltamos para nosso apartamento. Para a Camila, a festa continuava no metrô, que era a maior atração da viagem.

img_8638 img_8640

O dia começou no zoo e terminou dessa forma, com todos muito felizes de aproveitar mais um dia de férias em família. Que delícia🙂

Deixe um comentário

Arquivado em Barcelona, Espanha

Zoológico de Barcelona

Um dos pontos positivos de se viajar no verão europeu é a quantidade de horas de sol, que te dá a chance de acordar na hora que bem entender e ainda ter o “dia” inteiro pra aproveitar. Nessa época que fomos (agosto), tínhamos luz solar até 21:15h. Dessa forma, podíamos acordar às 10h, sair do apartamento por volta de meio-dia e ainda assim ter 9 horas pra curtir a luz solar. E foi nesse ritmo que aproveitamos nossos dias de férias.

Para nosso primeiro dia inteiro em Barcelona, programamos uma visita ao zoológico da cidade pensando principalmente na diversão da Camila. O Zoo fica no Parque de la Ciudadela e o metrô para bem pertinho. Achamos o ingresso bem caro (quase 20 euros), mas mesmo assim encaramos. Pegamos um mapinha para nos localizarmos e assim começamos a ver os bichinhos.

DSC08367 DSC08368 IMG_8557

A maior ansiedade da Camila era em ver o jacaré, que ela adora. Como o zoo é pequeno, logo achamos onde ficam os répteis e lá fomos nós. A cada animal que ela via era uma expressão de alegria e dizia: olhaaaaa que lindo o jacaré, que grandona a tartaruga e assim por diante. Uma fofura!

IMG_8569 IMG_8576

De lá, seguimos para ver os golfinhos, que ficam num local coberto e onde entra uma quantidade de pessoas por vez. Achei muito sem graça, mas a Camila gostou de vê-los, mesmo que de longe.

IMG_8590

Demos mais umas voltas no zoo e fomos parando para nos refrescar nas sombras, mas em pouco tempo já tínhamos visto tudo que havia por lá.

DSC08379 DSC08377 DSC08378

Sabíamos que após visitar o Zoo de San Diego, nossa régua de comparação subiria muito em relação a zoológicos. Porém, acredito que mesmo que não conhecêssemos a atração americana teríamos achado o Barcelona Zoo bem fraquinho e caro pelo que oferece.

É claro que para a Camila foi diversão pura e ela amou tudo por lá, porém pra gente deixou a desejar. Só recomendo esse passeio para quem está viajando com crianças. Barcelona tem atrações bem mais legais para você gastar seus euros, rsrsrs.

Deixe um comentário

Arquivado em Barcelona, Espanha, Europa

Chegando em Barcelona, 4 anos após nossa primeira visita

Mesmo com a excelente experiência com a Singapore Airlines, não dormi sequer 5 minutos no voo e cheguei bem cansada. Loedi e Camila dormiram apenas 2 horas, mas só quem estava cansado era o papai. Para ajudar, a fila do controle de passaporte estava enorme e ficamos quase 1 hora aguardando até ter nossos documentos carimbados. Até aí, o cansaço predominava e eu só pensava: quero logo uma cama!!!

Após a parte burocrática e a retirada de bagagens, parece que todo o mau humor sumiu rapidamente e logo pensei: ah como é gostoso chegar num lugar em que você já esteve antes! Seguimos as placas e logo estávamos com o bilhete do metrô em mãos para seguirmos até nosso apartamento.

Nesse cenário, minha maior preocupação era com a Camila, que nunca na vida havia passado uma noite sem dormir. Contudo, a excitação dela com a viagem e principalmente ao entrar no metrô, só a deixou feliz e saltitante. Quem diz que essa é a carinha de quem está mega cansada?

IMG_8476

O trajeto até a estação de nossa hospedagem era de aproximadamente uma hora e chegou uma momento no meio do caminho que ela não resistiu e capotou no carrinho, mas felizmente sem dar nenhum tipo de surto, que era meu maior receio. Seguiu dormindo até chegarmos e podermos fazer o checkin.

IMG_8490

Enquanto ela dormia, eu e o Loedi ficamos pensando em um milhão de estratégias para lidar com essa rotina toda alterada+ fuso horário de 5h a mais + sol até 21:30h e como ela reagiria. A opção que fizemos foi deixá-la dormir umas 4h para se recuperar, acordá-la e deixar a vida seguir no decorrer do dia.

Tivemos uma grata surpresa no Suites Independencia, com um apartamento enorme, com 2 quartos, varanda e sacada. Estar ali, com aquele sol e calor lá fora, aguardando a nossa amiga Sabrina chegar foi o suficiente para me fazer esquecer a cama e qualquer possibilidade de dormir. O que eu mais queria era começar a curtir nossa viagem!

IMG_8491

Ajeitamos nossas coisas, a Sabrina chegou, começamos a botar o papo em dia e resolvemos fazer um almoço por lá mesmo. O prazo de soninho da Camila já estava acabando e assim partimos fazer uma refeição em família e começar a se adaptar ao fuso.

E o que planejamos para depois, adivinhem? Passear, é claro!!! Combinamos de ir para as famosas ramblas de Barcelona e assim já curtir um pouco da vibe da cidade. As horinhas de sono da baixinha foram restauradoras e ela estava em êxtase com tanta novidade (pra quem será que puxou? hehe).

Descemos na Plaza Catalunya e foi pura diversão! Tiramos muitas fotos, Camila correu atrás das pombas, dançou e encantou a todos que passavam. Neste momento falamos sobre o quanto vale a pena viajar com os pequeninos e proporcionar a eles essas maravilhosas experiências.

IMG_8505 IMG_8510 IMG_8497IMG_9853IMG_9854

Empolgadíssimos, descemos toda a Rambla até o Porto Velho e lembrando do quanto havíamos gostado desse passeio em nossa visita anterior. Tinha excelentes lembranças da capital da Catalunha e essa segunda visita só confirmou meus sentimentos. O calor estava delicioso e assim fomos contemplando cada segundo de nosso primeiro dia de férias.

Exageramos no percurso e chegamos podres ao final da Rambla. Tomamos um sorvetinho e logo voltamos pro hotel pois o cansaço voltou com tudo, afinal de contas já eram mais de 30 horas sem dormir para mim.

A Camila, que agitou o dia todo correndo por todos os cantos dormiu como um anjinho, superando todas as nossas expectativas mais otimistas e engatou 13 horas ininterruptas de sono no fuso novo. Nós pudemos descansar bem e só acordamos no dia seguinte quando estávamos 100% recuperados da maratona da viagem de ida

Esse foi um excelente começo de nossas férias no verão europeu😉 Acompanhem conosco os próximos posts!

Deixe um comentário

Arquivado em Barcelona, Espanha, Europa